Cancro da mama: debate sobre «desenvolvimento de medicamentos inovadores» na Fundação Champalimaud

A próxima sessão informativa promovida pela associação Mama Help realiza-se dia 18 de janeiro, na Biblioteca da Fundação Champalimaud, em Lisboa. Sendo particularmente dirigida a doentes e familiares, a iniciativa está também aberta à população e é de entrada livre a todos os interessados.

Berta Sousa, oncologista da Unidade de Mama do Centro Clínico Champalimaud, é a oradora que irá prestar todos os esclarecimentos. "As novidades que serão abordadas nesta sessão estão relacionadas com o desenvolvimento de medicamentos inovadores, ou seja, medicamentos com uma forma de atuação diferente dos tratamentos convencionais, como é o caso da quimioterapia", refere a médica. 



Em declarações à Just News, a especialista adianta que "serão discutidos, sobretudo, os novos medicamentos que estão em utilização na prática clínica atual. São tratamentos com efeitos laterais diferentes, e que não têm uma indicação generalizada a todos os casos de cancro da mama, mas apenas a casos específicos."



Questionada sobre quais as situações que suscitam um maior dilema ou que exigem sensibilidade e atenção redobrada, quer no processo de decisão, quer na comunicação com as doentes, Berta Sousa afirma que "serão as indicações para a utilização destes medicamentos (designados como medicamentos biológicos ou imunoterapia)".

A oncologista destaca a importância de se perceber em que casos de cancro da mama e em que fase da doença se podem utilizar estes medicamentos, "os seus efeitos laterais ou adversos habituais, como se gerem, e os que precisam de maior atenção", acrescentando: "serão também discutidas as dificuldades de acesso a estas medicações por razões várias: custos, incertezas relacionados com o seu efeito na doença e efeitos adversos".



As sessões organizadas pela Mama Help abordam um vasto leque de temas e suscitam, habitualmente, uma grande adesão.

Conhecer a doença contribui para maior qualidade de vida



Sobre a importância das várias sessões promovidas ao longo do ano pela Mama Help, Maria João Cardoso, cirurgiã da mama e presidente da Direção da Mama Help, sublinha à Just News a necessidade de "formar as pessoas, pois, para se ter qualidade de vida quando se tem cancro, também é preciso conhecer a doença".

Com início marcado para as 18h30, e à semelhança de outras iniciativas organizadas pela associação, a inscrição é gratuita e deverá ser efetuada através dos seguintes contactos: sofia.braganca@fundacaochampalimaud.pt ou 210 480 004.



Imprimir