Challenges in Cardiology: «discutir o uso das novas tecnologias nos dispositivos médicos»

São aguardados mais de 250 especialistas na oitava edição do Challenges in Cardiology, um evento que se realiza nos dias 6 e 7 de julho, no Palace Hotel Monte Real, em Leiria.

Na reunião estarão especialistas nacionais e internacionais com o propósito de "discutir o tratamento de doenças cardiovasculares e o uso crescente das novas tecnologias nos dispositivos médicos".

De acordo com o presidente do encontro, João Morais, "o Challenges in Cardiology já é um evento de referência entre os profissionais de saúde da área cardiovascular, e não só".


João Morais

O diretor do Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Leiria e presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia sublinha que "tentamos em todas as edições abordar as últimas tendências da especialidade, nomeadamente as novas tecnologias, que são verdadeiras aliadas no controlo e tratamento da doença cardiovascular, nas suas variadas formas".

Relativamente aos oradores convidados, o médico refere que existe a preocupação de "termos sempre os contributos de especialistas conceituados para explorar o que de melhor se tem feito na área médica e de investigação". Nesta edição, os principais oradores "chegam diretamente de Espanha, França, Itália, Bélgica e Alemanha".

Primeiro “Challenges Accelerator”

Neste congresso é lançada a primeira edição do “Challenges Accelerator”, um galardão que premeia o desenvolvimento de soluções tecnológicas que colmatem as necessidades dos cuidados de saúde, nomeadamente na área da Cardiologia.

Os autores dos cinco projetos mais promissores podem apresentar em 10 minutos a sua ideia a um júri multidisciplinar, constituído por profissionais com várias competências, que elegerão o melhor.

No final do encontro científico será também atribuído o “Prémio Challenges in Cardiology” ao melhor trabalho apresentado na forma de cartaz. A organização atribuirá ainda uma distinção ao melhor trabalho realizado por um jovem investigador (com idade até 40 anos), que deverá ser o primeiro autor, e que se designa por “Prémio Jovem Investigador”.



O programa pode ser consultado aqui.

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


I Jornadas Multidisciplinares de Medicina Geral e Familiar: «um marco formativo»