CHUC anuncia a implantação com sucesso de mais duas válvulas cardíacas por via percutânea

O Centro de Referência Nacional para as Cardiopatias Congénitas do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), coordenado por Eduardo Castela, também diretor do Serviço de Cardiologia Pediátrica, procedeu este mês, com êxito, "a mais duas implantações de válvulas cardíacas em posição pulmonar por via percutânea". Até ao momento foram implantadas três válvulas, na continuidade do programa que teve início em março de 2016.



Esta técnica permite, "em casos bem selecionados e após apreciação em reunião médico-cirúrgica, colocar válvulas biológicas no coração de doentes, sem qualquer incisão cirúrgica". A via de acesso - por punção com agulha de uma veia femoral - permite a introdução de cateteres adequados ao procedimento.

É ainda anunciado pelo CHUC que "os doentes tiveram alta dois dias após o acto, retomando a sua vida diária sem qualquer limitação".


António Marinho da Silva (ao centro, de braços cruzados) com elementos da equipa.

Este ato médico, que se realizou dia 15 de dezembro, envolveu os Serviços de Cardiologia-Pediátrica, de Cardiologia A e de Anestesiologia do CHUC, tendo sido realizado a dois jovens, de 17 e 25 anos, por uma equipa de médicos nacionais e internacionais, de enfermagem e técnicos hospitalares, chefiada por António Marinho da Silva.

É recordado que "este procedimento nunca tinha sido feito no CHUC", sublinhando que "terá continuidade ao longo do próximo ano".





seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir