CHUC já tem a funcionar uma sala híbrida no Serviço de Cirurgia Cardiotorácica

Desde há duas semanas que o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) tem em funcionamento uma sala híbrida localizada no Serviço de Cirurgia Cardiotorácica.

"Trata-se de uma sala com equipamento que vai fundamentalmente servir para efetuar a realização de procedimentos híbridos cardiovasculares e torácicos, que envolvam as especialidades de Cirurgia Cardiotorácica, Cardiologia e Cirurgia Vascular", adiantou o centro hospitalar.

De forma a evidenciar as mais valias desta nova valência, é dado um exemplo concreto: "Doentes submetidos a cirurgia valvular e que concomitantemente tenham doença coronária ou carotídea, poderão ser tratados às diversas patologias sem que haja necessidade de o doente sair da Sala Híbrida."



É recordado que a vertente da intervenção estrutural cardíaca "é uma área de desenvolvimento enorme, em que se prevê que num futuro próximo, seja cada vez mais necessário um trabalho de proximidade entre cirurgiões cardíacos, cirurgiões vasculares e cardiologistas de intervenção". 

Por outro lado, é sublinhado pelo CHUC outro aspeto igualmente importante: a vertente imagiológica, "já que pela primeira vez em Portugal haverá uma Sala Operatória Híbrida com AngioTAC incorporado. Assim, temos na mesma sala com ambiente cirúrgico, um angiógrafo e uma angioTAC, para a preparação mais adequada das intervenções vasculares ou cardíacas mais complexas."

Relativamente à implantação de biopróteses aórticas transcatéter (TAVI), que se efetua no CHUC desde o início deste ano de 2020, "será efetuada, a partir de agora, num ambiente mais protegido e com vantagens logísticas inequívocas".



seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir