Congresso de OncoSexologia: da sexualidade em cuidados paliativos à ligação aos cuidados primários

Os problemas sexuais do doente oncológico vão estar em análise no Congresso Nacional de OncoSexologia, que decorrerá nos dias 5, 6 e 7 de maio de 2022, na Coimbra Business School.

Organizado pelo Grupo Multidisciplinar de OncoSexologia do IPO de Coimbra, coordenado pelo urologista Ricardo Godinho, o evento realiza-se em parceria com elementos do IPO de Lisboa e IPO do Porto.

Segundo o médico e presidente da Comissão Organizadora, a reunião "servirá de mote para os três IPO aprenderem uns com os outros e partilharem experiências".

Nesse sentido, o Congresso Nacional de OncoSexologia visa "promover a saúde sexual, dentro dos mais altos padrões da medicina sexual, baseando-se em evidências clínicas, através da educação, pesquisa e formulação de cuidados de saúde especializados".


Ricardo Godinho

Multidisciplinaridade e uma visão abrangente

Para Ricardo Godinho, não há qualquer dúvida quanto à importância da multidisciplinaridade: "É o melhor conceito da Saúde, porque só assim é possível construir mais e evoluir.”

E, precisamente, a equipa multidisciplinar que coordena integra, neste momento, cerca de duas dezenas de especialistas de diferentes áreas, como Cirurgia Geral, Endocrinologia, Estomaterapia, Ginecologia, Medicina Interna e Cuidados Paliativos, Oncologia Médica, Patologia Clínica, Psicologia, Psiquiatria, Radioncologia e Urologia.

Também o programa da reunião reflete essa abordagem integradora. A última mesa redonda será mesmo dedicada à reflexão da "Oncosexologia no futuro", com intervenções sobre a necessidade e importância de uma maior ligação aos cuidados de saúde primários, a abordagem da sexualidade em cuidados paliativos ou as possibilidades criadas com os novos avanços tecnológicos.



O programa pode ser consultado aqui.

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda