Cuidados personalizados e de proximidade em rede são um dos «7 pilares das USF»

"A prática clínica das equipas das USF está assente em conceitos que reforçam a ligação com o utente, a família e a comunidade", explica a Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar (USF-AN). A afirmação surge no âmbito do 7º Encontro Nacional das USF e ajuda a descrever o segundo dos "7 pilares das USF".

É ainda acrescentado que, "mais do que nunca, os cuidados de saúde devem ser personalizados e de proximidade à população, prestados por uma equipa multidisciplinar com autonomia a trabalhar em rede com a comunidade".

O evento, que tem como lema "Os 7 pilares das USF - Saúde e cidadania: um valor acrescentado", vai realizar-se na Universidade de Aveiro. A USF-AN acaba de anunciar a nova data de realização do encontro: dias 14, 15 e 16 de maio.

De acordo com a comissão organizadora, os "sete pilares temáticos do 7º Encontro Nacional das USF cruzar-se-ão transversalmente, tendo em conta a cidadania e a capacitação dos utentes/comunidade, privilegiando a interdisciplina dos diferentes grupos profissionais".




Verifique abaixo quais são "os 7 pilares das USF":

1.    Inovação em Cuidados de Saúde Primários
O profissional dos CSP tem-se adaptado às necessidades e ao contexto sociocultural da população do século XXI. O ritmo a que avança a tecnologia e a rapidez com que se transmite a informação faz com que as USF utilizem as tecnologias em prol da proximidade e da capacitação dos utentes, devendo para isso, promover a inovação aliando o desenvolvimento técnico ao valor da relação com os utentes e à dimensão humanista dos CSP.

2.    Cuidados Personalizados e de Proximidade em rede
A prática clínica das equipas das USF está assente em conceitos que reforçam a ligação com o utente, a família e a comunidade. Mais do que nunca os cuidados de saúde devem ser personalizados e de proximidade à população, prestados por uma equipa multidisciplinar com autonomia a trabalhar em rede com a comunidade.

3.    Gestão do Conhecimento e Prevenção Quartenária
Os médicos e enfermeiros de família lidam diariamente com a incerteza, tendo de gerir situações complexas. A literatura internacional e algumas conferências médicas têm-se debruçado sobre o tema. A MGF é pioneira no estudo da Teoria da Complexidade e da Gestão do Conhecimento associada aos cuidados de saúde.

4.    Processos Assistenciais Integrados (PAI) e Trabalho em Rede
É necessário apostar no trabalho em rede com uma circulação dos doentes sem barreiras, não perdendo tempo, nem informação. Para isso, devemos criar mais PAI, consultadorias e ter também capacidade para cuidar na diferença, com trabalho colaborativo com os profissionais das outras Unidades Funcionais do ACeS (UCC, URAP e USP) e da comunidade, através de um sistema efetivo de referenciação e parceria.

5.    Satisfação e Participação dos Utentes e da Comunidade
Necessitamos de conhecer os índices de satisfação dos utentes e devemos melhorar a participação ativa dos cidadãos e da comunidade. Nas USF e nos ACeS equivale a dar um passo decisivo no sentido da apropriação mais efetiva pela sociedade do seu SNS.

6.    Formação para a Gestão da Mudança Comportamental
As USF constituem-se como espaços privilegiados de inovação e aprendizagem. Torna-se premente desenvolver uma estratégia integrada para a formação-ação dos secretários clínicos, enfermeiros e médicos das USF, alicerçada no desenvolvimento permanente de competências, possíveis de reconhecimento e validação, não esquecendo a necessidade de formar os profissionais na governação e liderança. Além disso, é crucial discutir a renovação dos recursos humanos das USF – o que fazer com as reformas, as mobilidades e como escolher os novos profissionais.

7.    A nova Geração de Equipas Multiprofissionais está aí, bem viva
Os novos rumos nos CSP são hoje fortalecidos pela motivação e entusiasmo das USF como ser vivo em permanente evolução, nomeadamente os internos e jovens especialistas em MGF, além de enfermeiros de família e secretários clínicos.
Esta geração acredita que a Saúde Familiar de proximidade configura a área da saúde que melhor serve as necessidades da população e que melhor contribui para a sustentabilidade do SNS. A produção de novas ideias e a reinvenção contínua do fortalecimento das USF com uma verdadeira política de recursos humanos qualificados e motivados são fundamentais para uma cultura inovadora e para uma prestação de cuidados de saúde moderna e com qualidade.




Contactos:
USF-AN
Rua da Constituição 2105 | 2º piso, sala 9
4250-170 Porto
Telf.: 228311820
geral@usf-an.pt


Imprimir