Curso promove melhoria no diagnóstico e tratamento da dor na Madeira

A Unidade de Dor Crónica do Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, em colaboração com a Fundação Grünenthal, vai promover um curso de formação em gestão da dor crónica, dirigido aos médicos do Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira, nos próximos dias 17 e 18 de julho, entre as 9h e as 13h, na biblioteca da unidade hospitalar.

Esta iniciativa, integrada no projeto Pain Education, pretende ser um contributo formativo para os profissionais de saúde, de forma a melhorar os seus conhecimentos sobre os princípios do tratamento da dor, a metodologia de atuação da Unidade de Dor Crónica e as possíveis articulações com outros médicos e serviços do SESARAM.

O curso terá como palestrantes os médicos Paulo Reis Pina, Teresa Ferreira, Isabel Brazão, Sara Silva e Joana Nunes.

A dor crónica é um problema que afeta cerca de catorze por cento dos adultos portugueses. A doença decursa ao longo de meses ou anos. Motiva fadiga crónica, insónia, tristeza, depressão, incapacidade para exercer as atividades do dia-a-dia, profissionais e sociais. Retira autonomia e dignidade às pessoas afetadas.

A ignorância e os preconceitos impedem muitas vezes um correto tratamento. Todos os recursos disponíveis devem ser mobilizados no combate à dor inútil e destruidora do ser humano.

A Unidade de Dor Crónica do Serviço de Anestesiologia do Hospital Dr. Nélio Mendonça trabalha há largos anos com uma equipa multidisciplinar no tratamento de doentes em regime de consulta externa, internados no hospital ou em diferentes instituições, assim como no domicílio. No entanto, todos os médicos que tratam doentes acabam por ser envolvidos e ter responsabilidade no tratamento da dor crónica.

Para mais informações sobre o projeto Pain Education consulte: www.change-pain.com.pt

Imprimir