Debate sobre as «implicações» da Oncologia nos Cuidados Continuados Integrados

A Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco e a respetiva Unidade de Cuidados Continuados Integrados vão organizar, dia 18 de março, o Seminário "Oncologia e as suas implicações nas Unidades de Cuidados Continuados Integrados". A iniciativa tem como principal objetivo "a promoção do intercâmbio de informação entre os profissionais de saúde e público em geral".

Sublinha ainda a Comissão Organizadora que "vão ser abordadas temáticas do interesse dos diferentes profissionais que colaboram no tratamento do doente oncológico, e desta forma incrementar a melhoria dos cuidados prestados".

A importância da comunicação com o doente oncológico e a sua família e o impacto da dor oncológica são aspectos que serão debatidos na primeira mesa redonda do programa. "Doença oncológica, vivências, processos e perdas" é o tema da sessão seguinte, onde os oradores convidados abordarão aspectos psicológicos do doente e da família e o processo de transição para as Unidades de Cuidados Paliativos. A diretora da APELO - Associação do Apoio à Pessoa em Luto irá falar sobre a importância do apoio no processo de perdas e luto.

Realiza-se ainda uma outra mesa redonda, onde o foco estará na partilha de testemunhos de doentes, mas também de cuidadores de pessoas com doenças oncológicas, e uma conferência intitulada: "Doenças oncológicas - cronicidade e que desafios para a organização de cuidados".

Para mais informações: eventos.ucci.scmcb@gmail.com

Imprimir