Dia Europeu "Reiniciar um coração" alerta para a importância das manobras de reanimação

Promovido pelo European Resuscitation Council (ERC), o Dia Europeu "Reiniciar um coração" vai ser assinalado, pelo segundo ano consecutivo, no dia 16 de outubro, sob o lema: "As suas mãos podem salvar a vida de alguém que ama".

A campanha, que inclui a realização de variados eventos em países europeus, dinamizados pelos respetivos Conselhos Nacionais de Ressuscitação, pretende ser um importante contributo para que mais pessoas saibam efetuar manobras de reanimação em quem tenha sofrido uma paragem cardíaca. O objetivo global é o de melhorar o reduzido índice de sobrevivência em quem sofre uma paragem cardíaca, fora do âmbito hospitalar.

A campanha europeia da ERC surge no seguimento de uma declaração do Parlamento Europeu, em junho de 2012, onde se apelava aos Estados Membros para promover uma Semana Europeia de Sensibilização para a Paragem Cardíaca, de forma a sensibilizar e informar o público, médicos e outros profissionais de saúde.

"Efetuar ressuscitação cardiopulmonar (RCP) é mais fácil do que a maioria das pessoas julga e salva vidas", refere Maaret Castrén, do Karolinska Institutet (Suécia) e presidente do ERC, acrescentando: "As pessoas ficam compreensivelmente nervosas quando fazem RCP, mas a nossa campanha vai demonstrar que é um procedimento claro e que pode ser executado pela maioria das pessoas. As pessoas têm realmente o poder e a capacidade de salvar vidas nestas circunstâncias. Mesmo uma modesta melhoria na quantidade de pessoas que efetuam RCP pode salvar muitas vidas."

Em Portugal, a ERC é representada pelo Conselho Português de Ressuscitação (CPR), que assume, nessa qualidade, "a responsabilidade da certificação de formação em reanimação, de acordo com standards técnico-pedagógicos definidos a nível europeu". Esta entidade alerta que, "ao prestar prontamente manobras de Suporte Básico de Vida, podemos aumentar duas a três vezes a taxa de sobrevivência".

Imprimir