Dor crónica: debate sobre a relação com a ansiedade e depressão

O auditório do edifício-sede do Município de Ourém recebe no sábado, 21 de janeiro, um seminário intitulado "Dor crónica - compreender e tratar".  A iniciativa, que visa "promover o diálogo e a troca de conhecimentos numa ótica multidisciplinar", reúne um painel de especialistas, nomeadamente, das áreas de Fisioterapia, Anestesiologia e Psiquiatria.

O evento, cuja inscrição é gratuita, é promovido pelo Município de Ourém, Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) de Ourém, Associação Portuguesa do Estudo da Dor e Gabinete de Fisioterapia PROFISIO.

A relação entre a saúde mental e a dor é um dos temas do programa, que será desenvolvido pela psiquiatra Margarida Duarte. A médica abordará questões como a qualidade do sono, ansiedade e depressão, incidindo a sua intervenção na forma "como o estado afetivo e cognitivo pode alterar a forma como sentimos a dor".

De seguida, José Guerreiro, professor na Escola Superior de Saúde do IPLeiria, irá proferir a palestra: "Experiências com a verdade e outras Histórias: Modelo bio-psico-social e dor crónica".



Além de outras intervenções, o seminário contempla ainda, no final da manhã, a realização de workshops práticos e uma intervenção sobre “O poder da respiração no alívio da dor e ansiedade”, a cargo de Ana Marcos, instrutora de yoga.

Inscrição
As inscrições (gratuitas) podem ser efetuadas na Unidade de Saúde de Ourém ou pelo telefone 249 540 900 (ext. 6536).

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã