Ecografia intracardíaca: Hospital Geral do CHUC dá formação a cardiologistas europeus

O Serviço de Cardiologia do Hospital Geral (HG)/Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), sob a direção de Lino Gonçalves, realizou um curso de ecografia intracardíaca como forma de monitorizar intervenções cardíacas estruturais. A iniciativa, dirigida a especialistas nacionais e estrangeiros, teve lugar na Unidade de Intervenção Cardiovascular (UNIC), coordenada por Marco Costa.

Em entrevista à Just News, o coordenador da UNIC menciona que “esta é uma iniciativa formativa a nível europeu, que está acreditada pela European Board for Accreditation in Cardiology (EBAC) e visa dar formação a colegas portugueses, mas principalmente estrangeiros europeus, para o uso da ecografia intracardíaca”.



“Temos uma vasta experiência em ecografia intracardíaca”, adianta Marco Costa, desenvolvendo que já foram efetuados, na sala de hemodinâmica, mais de 400 procedimentos com esta modalidade de imagem, usada inicialmente para o encerramento percutâneo das comunicações intra-auriculares e o foramen oval patente.

De acordo com o cardiologista, há algum tempo começaram a surgir algumas evidências do uso da ecografia intracardíaca no contexto do apêndice auricular esquerdo.
Este foi o segundo curso, tendo o anterior incidido sobre o encerramento de uma comunicação intra-auricular do apêndice auricular esquerdo com ecografia intracardíaca.



Nesta edição, tiveram lugar dois casos práticos, que correram sem complicações. O primeiro era um doente com antecedentes de hemorragia intracraniana que tinha uma contraindicação absoluta para fazer anticoagulação oral, mas, por outro lado, com indicação formal para fazê-la. Perante esta situação, foi feito um encerramento do apêndice auricular esquerdo, já que a maioria dos trombos se localiza neste “fundo de saco” da aurícula esquerda.

O segundo caso era um doente que tinha alguma evidência de trombos no apêndice auricular esquerdo: “Foi feita uma punção do septo intra-auricular muito difícil, por tratar-se de um septo aneurismático. Realizou-se com uma técnica especial de proteção embólica com duplo sistema de filtro para proteger ambas as artérias carótidas, evitando que houvesse migração de trombos para o território cerebral.”



Marco Costa sublinha que estes cursos têm uma vertente prática muito grande, em que os participantes estão presente na sala. Incluem, também, duas formações teóricas: 1) step by step com eco intracardíaco; 2) sobre como otimizar a imagem para o encerramento do apêndice auricular esquerdo.

Em jeito de balanço, o coordenador da UNIC indica que, quer esta edição, que contou com a presença de dois médicos de Barcelona e três do Hospital de São João, quer a primeira, em que estiveram médicos suecos e cardiologistas pediátricos, “correram bem”, estando programados mais três cursos. O próximo terá lugar a 9 de junho e será sobre ecografia intracardíaca no encerramento de uma comunicação intra-auricular e no apêndice auricular esquerdo.




seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir