Encontro de Medicina Interna promove «troca de saberes» com outras especialidades médicas

A hipertensão e risco vascular, a antiagregação plaquetária e hipocoagulação e o doente crónico/idoso são os principais temas do II Encontro de Medicina Interna do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia e Espinho (CHVNGE). O evento, sob o lema "Tratando o agudo, Gerindo o crónico", tem início amanhã e prolonga-se até sábado.

Em mensagem dirigida aos participantes, Vítor Paixão Dias, presidente do Encontro, recorda a especificidade da Medicina Interna e salienta que o evento visa também promover a "troca de saberes" com outras especialidades médicas:

"Sendo a Medicina Interna o tronco comum das especialidades médicas e estando os Internistas envolvidos em múltiplas frentes (na enfermaria, no ambulatório, no serviço de urgência, nas unidades de cuidados intermédios e intensivos, na rede de cuidados continuados, como peritos em diversas comissões, em órgãos de gestão, etc.), privilegiamos no nosso ENCONTRO a troca de saberes na interface com outras especialidades médicas."

Relativamente ao tema escolhido para esta 2ª edição do Encontro de Medicina Interna do CHVNGE - “Tratando o agudo, gerindo o crónico” - e ao programa, Vítor Paixão Dias explica que "tentam cumprir o desiderato de discutir como estabelecer a continuidade de cuidados desde a prevenção da doença e promoção da saúde, onde a Medicina Geral e Familiar deve ser um parceiro indispensável, ao tratamento na fase aguda de eventos clínicos por vezes em parceria com outras especialidades hospitalares, até à gestão das múltiplas co-morbilidades e da coordenação dos cuidados assistenciais no doente crónico/idoso."


Temas a abordar


A gestão do doente crónico é um dos temas que estará em discussão. A incapacidade funcional, a avaliação mental e a continuação de cuidados vs cuidados continuados são tópicos a desenvolver nesta mesa redonda. A abordagem do impacto clínico, económico e social do doente idoso e/ou com patologia crónica é um tema premente, já que mais de metade da população portuguesa sofre de uma doença crónica e 2,6 milhões de portugueses sofrem de duas ou mais doenças crónicas.

O programa inclui também as mesas redondas "Antiagregação plaquetária e hipocoagulação" e "Hipertensão e risco cardiovascular". A conferência inaugural, intitulada "Medicina personalizada", será proferida por Luís Almeida, da Secção Autónoma de Ciências da Saúde da Universidade de Aveiro. Haverá ainda espaço para a apresentação e discussão de casos clínicos interativos.

Na manhã do primeiro dia do Encontro realizam-se três cursos sobre insulinoterapia, hipertensão arterial e imagiologia prática.

O Encontro tem o patrocínio científico da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPHTA), ARS do Norte e Ordem dos Médicos.

O programa pode ser consultado aqui.

Contacto: chvnge_m.i.2014@its-comunicacao.pt

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda