Encontros e desencontros na Paralisia Cerebral

A Federação das Associações Portuguesas de Paralisia Cerebral e a Associação Paralisia Cerebral de Lisboa organizam, dias 12 e 13 de dezembro, o Congresso Nacional "Encontros e desencontros na Paralisia Cerebral", que terá lugar na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

"Paralisia cerebral - demasiados desafios ao longo da vida" é o tema central do primeiro dia do evento. Organizado em quatro mesas redondas, o programa deste dia contempla a abordagem de muitos e variados aspectos, nomeadamente a genética na paralisia cerebral, o processo de informar os pais que o filho tem paralisia cerebral, as intervenções ortopédicas, os cuidados paliativos, o papel da equipa de cuidados primários de saúde "no cuidar do cidadão" com paralisia cerebral, a incontinência urinária, a obstipação, a perceção visual: "um fator adverso frequentemente subestimado".

Realiza-se ainda, antes de almoço, a conferência "As terapias na paralisia cerebral: o frequente desencontro entre pais e profissionais", que será proferida (em inglês) por Iona Novak, Head of Research do Cerebral Palsy Alliance Research Institute, de Sydney, na Austrália.

"Reabilitar, capacitar e cuidar na paralisia cerebral" é o tema do segundo dia do congresso, que inclui duas mesas redondas. Uma delas sobre os riscos e oportunidades da intervenção em contexto e a outra dedicada a "Cuidar dos cuidadores na paralisia cerebral".

Antes da sessão de encerramento, está prevista a participação de diversas personalidades públicas, como Jorge Bacelar e Francisco George, numa sessão intitulada "Paralisia Cerebral - do lado de cá!". Serão debatidos assuntos relacionados com direitos constitucionais, saúde, educação, educação, emprego, cultura, lazer e participação cívica, "numa perspetiva de inclusão", refere a organização do evento.

O programa completo pode ser consultado aqui.

Para mais informações e efetuar a inscrição:
secretariado@fappc.pt
Telf.: 217 525 016

Imprimir