Enfermagem em Senologia com primeira pós-graduação em Santarém

Estão abertas as inscrições para a primeira pós-graduação em Enfermagem em Senologia, que surge de uma parceria entre a Escola Superior de Saúde de Santarém (ESSS) e a Unidade de Senologia do Hospital Distrital de Santarém.

Para Hélia Dias, diretora da ESSS, é “o exemplo de como o enfermeiro pode não apenas especializar-se, mas também adquirir competências acrescidas nessa área de intervenção”.

A pós-graduação em Enfermagem em Senologia, em horário pós-laboral, inicia-se em outubro e terá a duração de seis meses, organizando-se em 30 ECTS.

Em declarações à Just News, Hélia Dias salienta que “o cancro da mama continua a ser uma doença prevalente e, mesmo nos casos de cronicidade, exige alguma preocupação e atenção por parte dos vários profissionais de saúde, inclusive os enfermeiros”.


Hélia Dias

Perante este facto, a responsável ressalva a importância da pós-graduação, “a primeira acreditada em Portugal”. Com este novo curso na ESSS, deixa de ser necessário ir ao país vizinho, refere a diretora da Escola:

“Até ao momento, os enfermeiros faziam a sua formação em Espanha, porque a European Society of Breast Cancer Specialist (EUSOMA) exige determinadas qualificações aos profissionais que integram as unidades de Senologia, para que possam ser acreditadas.”

Para Hélia Dias, a pós-graduação é “o claro exemplo de uma parceria entre a academia e o hospital", destacando-se a mais valia de se tratar de uma Unidade cuja excelência tem vindo a ser reconhecida internacionalmente, sendo considerada em 2018, pelo Breast Centres Network, como centro de referência.



“Só foi possível avançar com este projeto, porque contámos com a colaboração, nomeadamente na estruturação dos conteúdos, da Dra Madalena Nogueira, diretora da Unidade de Senologia do HDS, assim como da Dra Sofia Estevinho.”

E acrescenta: “A ideia foi proposta pela Dra Madalena Nogueira, o que demonstra como a ESSS está atenta às necessidades reais dos profissionais de saúde, estabelecendo parcerias com diversas instituições.”

Enfermagem: “Cada vez mais centrada na prática baseada na evidência científica”

A coordenar a pós-graduação está Olímpia Cruz. Enfermeira há 20 anos, vê esta formação como “um passo importante” e assegura que “vem reforçar, sem dúvida, o reconhecimento das competências dos enfermeiros na equipa pluridisciplinar destas unidades".

Na sua opinião, o curso alerta precisamente para esse facto: "O enfermeiro não trabalha sozinho, mas em colaboração com outros profissionais, como médicos, psicólogos, terapeutas, entre outros.”


Olímpia Cruz e Hélia Dias

A decorrer no primeiro semestre do ano letivo 2019/2020, ainda estão abertas as inscrições. Ao todo são sete unidades curriculares, nas quais se incluem seminários com preletores espanhóis e um estágio observacional de 15 dias em unidades de Senologia.

Em termos de conteúdos, serão abordados pontos da Medicina, da Enfermagem, da Gestão, da Ética, da Investigação e da Comunicação, desde a prevenção à reabilitação. No final da formação, os enfermeiros irão adquirir competências em domínios, como prestação de cuidados, gestão, formação e investigação.

Como salienta Hélia Dias, “além da prestação de cuidados específicos, incide-se também no chamado gestor de caso, que permite ao enfermeiro assumir um papel de liderança/consultadoria numa abordagem multidisciplinar.”

A diretora enfatiza ainda a relevância da formação e da investigação. “A Enfermagem tem de ser cada vez mais centrada na prática baseada na evidência científica, porque os enfermeiros reconhecem os doentes como seres singulares que precisam de cuidados específicos, os quais têm de ser (re) avaliados. Quem está no centro dos cuidados é a pessoa.”


Intervenção de enfermeiras em mais uma cirurgia no âmbito da Unidade de Senologia do Hospital de Santarém

Formação na Unidade de Senologia: “Está nos genes”

Madalena Nogueira, diretora do Serviço de Ginecologia/Obstetrícia do HDS e coordenadora da Unidade de Senologia, explica que a vertente formativa “está nos genes” da Unidade, para justificar (em parte) a parceria que foi estabelecida com a ESSS.


Sofia Estevinho e Madalena Nogueira

Segundo a médica, “o objetivo desta pós-graduação é a formação profissional em conhecimentos, habilitações e prestação de cuidados que os capacitem para desenvolverem trabalho como enfermeiros, no âmbito da Senologia, especialmente na assistência a mulheres com cancro da mama".

Ou seja, pretende ser um importante contributo no sentido de "favorecer o seu desenvolvimento profissional, com a aquisição de competências para desempenharem funções numa unidade de Senologia”.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir