Enfermagem de Reabilitação do CHULN partilha «saberes, experiências e inovações»

Com o objetivo de “melhorar a qualidade dos cuidados prestados aos doentes”, o Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) organizou o seu 1.º Congresso de Enfermagem de Reabilitação. Teresa Dotti, enfermeira adjunta da Direção de Enfermagem daquele centro hospitalar, presidiu à Comissão Organizadora.

Em declarações à Just News, refere que “estes eventos científicos refletem o que estudamos e o que investigamos, possibilitando igualmente a partilha de experiências e saberes e o acompanhamento da evolução técnico-científica”, fazendo questão de recordar que "a ideia surgiu há uns anos por parte da enfermeira diretora, Catarina Batuca, que tem a especialidade de Reabilitação".

Teresa Dotti faz um balanço "extremamente positivo" desta reunião, assumindo que o feedback não poderia ser melhor: "Aliás, o maior reconhecimento foi atribuído pela Ordem dos Enfermeiros, uma vez que o 1.º Congresso de Enfermagem de Reabilitação do CHULN foi acreditado pela Ordem dos Enfermeiros para efeitos de Qualificação Profissional."



Dadas as condicionantes do espaço, a organização estabeleceu o número máximo de inscrições em 400, "tendo sido necessário recusar muitas". No dia anterior ao Congresso realizaram-se dois workshops, “Inaloterapia” e “VNI”, cada um com 30 enfermeiros, mas que “foi manifestamente insuficiente face ao número de solicitações”.

“Sem dúvida que é um encontro a repetir. É muito importante a partilha de saberes, experiências e inovações para todos os que pretendem prestar cuidados de enfermagem de excelência”, realça, desvendado que está já marcado e em preparação o 2.º Congresso que ocorrerá de 11 a 13 de dezembro de 2019.
 

Raquel Bolas, Fátima Caetano, Lucília Alves, Carla Costa, Ana Almeida, Teresa Dotti e (à frente) Ana Gonçalves

O congresso era dirigido prioritariamente aos enfermeiros especialistas em Enfermagem de Reabilitação, de norte a sul do país e ilhas, "mas também aos outros enfermeiros com interesse específico em alguns temas, como, por exemplo, os colegas dos Cuidados de Saúde Primários, relativamente à inaloterapia". Participaram igualmente outros profissionais, designadamente, médicos e fisioterapeutas.

Os temas foram selecionados com a preocupação de abranger as várias áreas transversais dos cuidados- do ambulatório aos cuidados intensivos passando pelos paliativos e pelas áreas inovadoras como o treino de exercício. “Temos a perfeita noção que um congresso de um dia não abrange tudo o que se faz em enfermagem de reabilitação, mas consideramos que o programa se debruçou sobre as áreas mais relevantes”, aponta.


Teresa Dotti

“Durante o meu longo percurso profissional, tenho organizado e participado em muitos eventos, mas considero que este será o evento da minha carreira. Pelo significado que tem, neste momento particularmente difícil para a enfermagem do país”, afirmou na cerimónia de abertura.

“Acredito que é pela via dos resultados, ou seja, dos ganhos em saúde que os enfermeiros especialistas podem demonstrar a relevância do seu desempenho”, disse ainda.

CHULN "é um centro de formação"

Ainda na abertura do evento, a enfermeira diretora do CHULN, salientou: “Este congresso é a resposta a um dos meus grandes objetivos enquanto enfermeira diretora e, muito especialmente, enquanto enfermeira de reabilitação. “

Catarina Batuca lembrou que o CHULN mantém desde a sua génese "uma relação próxima com esta área de especialização", uma vez que desde o 2.º curso de enfermagem de reabilitação, efetuado há alguns anos, "é um centro de formação para os enfermeiros desta especialidade".


Catarina Batuca e Manuel Costa

O presidente da assembleia-geral da Ordem dos Enfermeiros, Manuel Costa, recordou que recentemente foi incluído o enfermeiro de reabilitação na equipa mínima necessária para a implementação do programa de reabilitação cardíaca nas suas três fases, resultando das sugestões propostas pela equipa da ordem dos enfermeiros ao grupo de trabalho criado pela tutela em 29 de setembro de 2017.

“Os departamentos de enfermagem de reabilitação no SNS, onde a nossa prática clínica seja exclusiva na prestação destes cuidados específicos, são importantes, não somente pelos ganhos em saúde pelos utentes, mas também permitindo uma maior visibilidade dos enfermeiros.”

Podem ser consultadas mais fotos do Congresso aqui.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir