Especialistas conhecem novo parceiro no tratamento da Insuficiência Renal Crónica em Portugal

Na apresentação oficial da Baxter-Gambro Renal (BGR), organização que nasceu com a aquisição da sueca Gambro pela norte-americana Baxter, especialistas nacionais ligados ao tratamento da Insuficiência Renal Crónica (IRC) reuniram-se para conhecer a estratégia de futuro da nova empresa. O encontro contou com representantes da Sociedade Portuguesa de Nefrologia, da Comissão Nacional de Acompanhamento da Diálise, do Colégio de Nefrologia e da Associação Nacional de Centros de Diálise.

A IRC é uma patologia que se caracteriza pela diminuição progressiva da função renal. As causas podem ser várias mas, geralmente, caracteriza-se por uma incapacidade dos rins de proceder à eliminação de certos resíduos produzidos pelo nosso organismo, o que afeta o controlo da composição dos líquidos que constituem o interior do corpo humano. Assim que a função renal perde cerca de 80% da sua capacidade de funcionamento, deixa de ser possível viver sem um tratamento de substituição.

Portugal é um dos países da Europa que regista uma maior taxa de doentes e estima-se que, mais de 16 mil portugueses necessitam de uma técnica de substituição da função renal condicionante da vida quotidiana. Atualmente existem duas opções terapêuticas para a doença: Transplante de Rim (substituição de um órgão doente por um órgão são) e Diálise (substituição da função renal através de meios artificiais). Dentro da Diálise, os profissionais de saúde e os doentes têm duas alternativas: fazer o tratamento em casa ou na unidade de saúde. Para o tratamento domiciliário existem duas opções: a Diálise Peritoneal (DP) e a Hemodiálise Domiciliária (HDD). O tratamento num estabelecimento de saúde designa-se por Hemodiálise em Centro (HD), que pode ser no Hospital ou em Clínicas Privadas.

Imprimir