Fundação Portuguesa do Pulmão assina protocolo para a monitorização dos resultados de Programas de Reabilitação Respiratória

A Fundação Portuguesa do Pulmão (FPP) estabeleceu um protocolo com a Linde Saúde, sobre o primeiro centro especializado em reabilitação respiratória AIR Care Center, que visa a avaliação anual dos resultados da reabilitação respiratória nos doentes assistidos neste Centro.

Como explica Teles de Araújo, presidente da FPP “este protocolo é um passo muito importante para garantir a evolução positiva dos cuidados prestados nos programas de reabilitação respiratória. A Fundação vai avaliar estes programas e os resultados alcançados na saúde dos doentes. A reabilitação respiratória é uma componente fundamental no tratamento dos doentes respiratórios crónicos e permite, também, uma diminuição nas consultas não programadas, idas à urgência e internamentos.

Será avaliada a melhoria significativa da qualidade de vida e tolerância ao esforço por parte dos doentes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) sintomáticos, bem como com outras doenças respiratórias crónicas em fase estabilizada e em que está indicada a Reabilitação Respiratória.

Esta monitorização do Programa de Reabilitação Respiratória pretende ajudar a reforçar a qualidade, a acessibilidade, a universalidade e a equidade dos cuidados assistenciais, bem como, ajudar na tomada de posições junto dos poderes públicos para adopção de medidas de interesse colectivo, que dê resposta à muito diminuta oferta de Programas de Reabilitação Respiratória, nomeadamente de proximidade”, continua o especialista.

Apesar da Reabilitação Respiratória ser uma componente fundamental no tratamento do doente respiratório crónico, Portugal revela uma das mais baixas taxas estimadas de doentes em Programa de Reabilitação Respiratória que se conhece, com apenas cerca de 0,1%.

A Reabilitação Respiratória é uma intervenção interdisciplinar, abrangente e integrada, que é indicada como parte integrante do tratamento de doentes com DPOC sintomáticos, bem como com outras doenças respiratórias crónicas. Os benefícios da Reabilitação Respiratória são a redução dos sintomas de fadiga e dispneia, reversão da ansiedade e depressão associadas, melhoria da tolerância ao esforço, melhoria na capacidade para a realização das tarefas da vida diária.

Inaugurado em abril pela Linde Saúde, o AIR Care Centre assume-se como o primeiro Centro de Reabilitação Respiratória de proximidade a prestar serviços ao doente respiratório crónico, focados na Reabilitação Respiratória, de forma integrada e interdisciplinar. Esta intervenção, que visa diminuir as incapacidades físicas e psicológicas causadas pela doença respiratória e a alteração comportamental, baseia-se em três pilares: avaliação e controlo clinico, exercício e educação do doente.

O AIR Care Centre pretende também reduzir os custos directos e indirectos com a saúde relacionados com a diminuição dos doentes aos recursos dos serviços de saúde, internamento hospitalar e abstenção laboral dos doentes e ou familiares.

Como explica Maria João Vitorino, Homecare Business Manager da Linde Saúde “o protocolo estabelecido com a Fundação reforça o nosso compromisso com os doentes e com a melhoria da saúde respiratória dos portugueses. Esta avaliação permite-nos melhorar os cuidados, sempre que se justifique, e evidenciar o impacto da reabilitação respiratória na evolução positiva dos doentes.

O protocolo foi assinado no âmbito do Congresso da Fundação Portuguesa do Pulmão, encontro científico que juntou sociedade civil, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, cardiopneumologistas e outros técnicos de saúde.

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã