My Servier

Gabinete de Estomaterapia do IPO Coimbra partilha boas práticas no seu 23.º aniversário

O Gabinete de Estomaterapia do IPO Coimbra, um projeto coordenado e impulsionado pela enfermeira Isabel Morais, vai organizar uma reunião científica com vista a comemorar o seu 23.º aniversário, que decorrerá dia 6 de setembro.


Isabel Morais: "Nós respondemos às necessidades de capacitação para o autocuidado, de forma que a pessoa integre a gestão da ostomia no seu dia-a-dia"

Sob o lema "Boas Práticas em Estomaterapia!", o evento conta naturalmente com a intervenção de profissionais de variadas áreas do IPO Coimbra, que partilharão a forma como o Gabinete de Estomaterapia tem respondido às expetativas e necessidades da pessoa com ostomia, à instituição hospitalar e à comunidade.

Mas a reunião terá também com a participação de profissionais de outras unidades e centros hospitalares do país. É o caso de Igor Pinto, enfermeiro da ULS de Matosinhos, que abordará o tema: "Programa de intervenção em Enfermagem para a pessoa com ostomia de eliminação intestinal".

Missão: "Garantir um acompanhamento sistematizado e direcionado"

Criado a 6 de setembro de 1999, esta foi, segundo Isabel Morais, “a primeira consulta a dedicar-se a todos os tipos de ostomias”. Na sua opinião, esta intervenção em Estomaterapia “prende-se essencialmente com a necessidade de acompanhamento da pessoa ao longo de todo o percurso terapêutico, independentemente do seu seguimento pelas diversas especialidades”.


Isabel Morais com duas outras enfermeiras desta consulta: Dora Neves e Ana Braga


Assim, acredita que “a forma como esta estrutura se organiza e articula com os diferentes serviços contribui inequivocamente para uma intervenção diferenciada e ajustada às necessidades individuais, facilitando o trabalho interdisciplinar”.

“Aquilo que idealizávamos era garantir um acompanhamento sistematizado e direcionado a todas as pessoas com ostomia respiratória, de alimentação ou de eliminação, de acordo com as diretrizes nacionais e internacionais, passando da teoria à prática”, explica a enfermeira coordenadora do projeto. O objetivo foi atingido.

Isabel Morais entende que, “independentemente do tipo de ostomia, o impacto vivenciado por cada pessoa tem características comuns”. Por isso, “faz todo o sentido a existência de uma consulta que integre um programa de intervenção diferenciado e individualizado, com o objetivo de capacitar cada um para a reconstrução da sua autonomia”.


Trabalho colaborativo - A foto representa bem as pontes criadas ao longo dos anos pelas enfermeiras do Gabinete de Estomaterapia, que estão acompanhadas por outros profissionais de saúde de diferentes áreas e a presidente do Conselho de Administração do IPO Coimbra

Partilhar conhecimentos para garantir a continuidade de cuidados

Além da preocupação com a atualização constante do conhecimento em Estomaterapia, Isabel Morais realça que também a formação dos colegas dos CSP é um dos principais focos de atenção deste Gabinete.

“No sentido de garantir a continuidade de cuidados à pessoa com ostomia, e sendo a nossa área de influência geograficamente muito abrangente, sempre procurámos criar uma rede de referenciação com os CSP, à qual, ao longo dos anos, fomos dando formação”, explica.



O programa completo da reunião sobre "Boas Práticas em Estomaterapia" pode ser consultado aqui.

inscrição é gratuita para enfermeiros do IPO de Coimbra e tem o valor de 10€ para enfermeiros de outras instituições.

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda