Infeciologia do HFF dá início à Consulta de Profilaxia Pré-Exposição da Infeção por VIH

O Serviço de Infeciologia do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) deu hoje início à realização de consultas de Profilaxia Pré-exposição da Infeção por VIH (PrEP), constituindo uma medida adicional na prevenção da transmissão de VIH nas populações mais vulneráveis.

"A disponibilização desta consulta é um contributo adicional para a redução de novos casos de infeção VIH a nível local/regional", assegura Patrícia Pacheco, diretora do serviço de infeciologia do HFF.

Conforme explica a médica: "A estratégia de prevenção da Infeção VIH é ampla, incluindo educação para a saúde, uso de preservativo, acesso a programas de redução de danos e mais recentemente o acesso e disponibilização de tratamento enquanto medida de prevenção”.

Assim e de acordo com Patrícia Pacheco, “a PrEP deve ser sempre encarada como fazendo parte de uma estratégia combinada de prevenção da infeção por VIH e nunca como uma medida isolada”.


Patrícia Pacheco

Por outro lado, a responsável alerta para a necessidade de "também consciencializar a população para que a PrEP apenas protege as pessoas de contraírem a infeção por VIH, não conferindo proteção em relação a outras infeções sexualmente transmissíveis".

Referenciação para a especialidade

O Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca aproveita a ocasião de apresentação desta nova valência para sublinhar a importância da utilização da PrEP, que "conduz a uma redução de até 90% no risco de aquisição de infeção VIH, de acordo com a literatura internacional" e informar quem deve ser referenciado para esta consulta:

• Pessoas que nos últimos seis meses tiveram relações sexuais sem uso consistente de preservativo com parceiros sexuais com estatuto serológico para VIH desconhecido.
• Pessoas que nos últimos seis meses tiveram diagnóstico de infeção sexualmente transmissível;
• Pessoas cujo parceiro(a) está infetado por VIH, sem acompanhamento médico ou sem terapêutica antirretroviral ou sem supressão virológica e que não utilizem consistentemente preservativo;
• Pessoas que referem uso de substâncias psicoativas durante as relações sexuais;
• Utilizadores de drogas injetadas que partilham agulhas, seringas ou material para preparação das mesmas.

Na consulta de PrEP será avaliada a existência de condições clínicas para acesso à participação no programa de profilaxia. Além da consulta médica, o HFF esclarece que "assegurará a disponibilização gratuita dos medicamentos aprovados para serem utilizados em contexto da PrEP".

A referenciação para a consulta PrEP do HFF pode ser feita através dos cuidados de saúde primários ou de Organizações não Governamentais que operam na área do VIH. Adicionalmente, os próprios utentes podem solicitar o acesso a esta consulta, podendo fazê-lo através do seguinte endereço de mail: alertcth@hff.min-saude.pt



seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir