Hospitalização Domiciliária de Gaia/Espinho lança projeto «Oficinas do Cuidador»

“Olhar pelo cuidador” é o lema da Unidade de Hospitalização Domiciliária do Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho para o seu 5.º ano de vida. Este anúncio foi feito no decorrer da sessão comemorativa do 4.º aniversário da Unidade, realizada hoje.



Para a UHD do CHVNG/E, o dia 23 de março é motivo de celebração. Neste dia, que marca o culminar de quatro anos de atividade, a equipa dinamizou uma sessão comemorativa, durante a manhã, no Auditório da Liga dos Amigos do Centro Hospitalar de Gaia (LACHG), aberta a um pequeno grupo de pessoas, nomeadamente cuidadores, referenciadores e profissionais de saúde que estiveram na génese do projeto.

Após um pequeno momento musical pelo violinista Diogo Ramos e a apresentação de um vídeo introdutório sobre o papel do cuidador, passou-se à discussão do tema por um painel de profissionais, constituído por Magda Oliveira, psicóloga clínica, Joaquim Massena, arquiteto e presidente da LACHG, Cláudia Costa, enfermeira especialista em Reabilitação, Francisco Espinhaço, advogado e cuidador, e Mónica Alexandre, assistente social.


Posteriormente, foi divulgado o lema para o próximo ano de atividade − “olhar pelo cuidador”. Olga Gonçalves, coordenadora médica da UHD e especialista de Medicina Interna, realça à Just News o motivo desta escolha: “É preciso estarmos atentos aos cuidadores, aqueles que estão na retaguarda dos doentes e os amparam.”


Olga Gonçalves com Pedro Vieira, enfermeiro coordenador da UHD

Ao mesmo tempo, “na senda da ligação que temos com a LACHG, que neste novo mandato está a trabalhar num projeto para apoio aos cuidadores, também nós pretendemos apostar nesta vertente”.

Oficinas do Cuidador: “Uma ação inédita"

O final desta sessão de aniversário ficou precisamente marcado pela apresentação do projeto Oficinas do Cuidador, “uma ação inédita que parte da necessidade de promovermos a literacia em saúde dos cuidadores”.

Com data de arranque prevista para 14 de maio, num sábado a cada quatro ou seis semanas, a equipa dinamizará estas oficinas que, “durante uma hora e meia, levarão formação e informação àqueles que estão junto dos doentes”.



Olga Gonçalves avança que estas Oficinas pretendem constituir-se como “um tempo de pausa para os cuidadores, que servirá para reflexão, partilha de anseios, dificuldades e potenciais soluções no seu quotidiano de acompanhamento da pessoa doente e/ou dependente”.

A equipa desta UHD, sendo que a grande maioria dos elementos são do Serviço de Medicina Interna, visa também “proporcionar aos cuidadores o acesso a técnicas práticas do ato de cuidar e a meios para os cuidadores poderem igualmente cuidar de si próprios e descansar”.


Elementos da equipa da Unidade de Hospitalização Domiciliária

Tendo acompanhado já 1425 doentes em internamento domiciliário ao longo destes quatro anos de vida, “a UHD do CHVNG/E renova o seu propósito de cuidar do doente em sua casa, tendo, a partir de agora, uma especial atenção ao cuidador”.



Dirigida a profissionais de saúde e distribuída em serviços e departamentos de todos os hospitais do SNS, esta publicação da Just News tem como missão a partilha de boas práticas, de boas ideias e de projetos de excelência desenvolvidos no âmbito do SNS, facilitando a sua replicação.

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir