Infarmed aprovou o financiamento de 60 medicamentos inovadores em 2017

No dia em que assinala o seu 25.º aniversário, o Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde anuncia que em 2017 aprovou o financiamento de 60 medicamentos inovadores, "ultrapassando o número recorde atingido no ano anterior (51)", tendo este volume de aprovações triplicado nos últimos cinco anos (desde 2012). Foram igualmente concluídos "um total de 511 processos, dos quais 86 relativos a novas substâncias e novas indicações".

A maioria das aprovações são na área da oncologia, destacando-se medicamentos para o cancro do pulmão, melanoma, mieloma e cancro colorretal. Outras áreas relevantes são a hepatite C, com quatro novos medicamentos aprovados, um deles pangenotípico (para todos os genótipos do vírus), a hematologia, com outros quatro, e a área cardiovascular.


Maria do Céu Machado, presidente do Infarmed

É ainda adiantado que "foram concluídos 511 processos, dos quais 331 foram relativos a genéricos e 86 a novas substâncias e apresentações. Houve ainda oito processos finalizados de biossimilares, cuja utilização tem sido crescente nos hospitais".

Imprimir