Internos de MGF organizam Encontro «Por uma Medicina com Norte»

Está agendado para dias 25 e 26 de outubro o 28.º Encontro do Internato de Medicina Geral e Familiar da Zona Norte. A síndrome pós-covid-19, a PHDA no adulto e a autoimunidade estarão em foco no evento, que é presidido por Maria da Luz Loureiro, coordenadora do Internato de MGF da Zona Norte.

Organizado por médicos internos de Medicina Geral e Familiar da Direção de Internato Nuno Grande (ACeS Santo Tirso/Trofa e ACeS Maia/Valongo), o evento decorrerá sob o lema “Por uma Medicina com Norte”, em formato virtual.


Maria da Luz Loureiro e Ascensão Ferreira, diretora da Direção de Internato Nuno Grande e vice-presidente do 28.º EIMGFZN

Francisco Santos Coelho, interno de 3.º ano na USF Valongo e um dos responsáveis pela comunicação do evento, vê neste Encontro a oportunidade de se reunirem colegas internos e também especialistas, ou não fossem alguns dos temas pensados também para quem já passou a fase do Internato.

É o caso da síndrome pós-covid-19, uma nova entidade que ainda gera dúvidas e que afeta também quem teve infeção ligeira e moderada. “Estes doentes são seguidos na MGF e é importante conhecermos melhor do que se trata, face ao impacto que tem na qualidade de vida”, afirma à Just News o médico interno.

Uma das queixas mais comuns é o cansaço, que pode ter repercussões graves, ao não permitir a realização de atividades habituais, tais como exercício físico, subida de escadas e até atividade laboral. “Existem outros sintomas, como dispneia, sendo um autêntico desafio, quer para internos como para especialistas, por isso é essencial haver estes momentos de partilha, inclusive com colegas de especialidades hospitalares”.


Esta temática vai, assim, ser abordada pela Medicina Física e de Reabilitação, Cirurgia Vascular, Cardiologia e Psiquiatria. Neste último caso, falar-se-á do impacto da nova síndrome, mas não só. “Queremos algo mais abrangente, já que a pandemia aumentou os casos de depressão e ansiedade em pessoas que estiveram doentes e nas que, mesmo sem infeção, ficaram isoladas ou perderam o emprego, por exemplo.”


Francisco Santos Coelho com Cecília Barbosa e Catarina Metelo Coimbra, presidente e vice-presidente da Comissão Organizadora


PHDA no adulto e autoimunidade 

Outra temática menos abordada neste tipo de eventos é a PHDA no adulto e que suscita a curiosidade dos mais novos e dos mais velhos. De acordo com Francico Santos Coelho, “regra geral, estamos mais focados nas crianças e jovens, mas alguns comportamentos que consideramos ‘desviantes’ na idade adulta podem dever-se, porventura, a este problema de saúde. É preciso estar atento.”

A Reumatologia e autoimunidade também estão no programa, para que se otimize o diagnóstico precoce e a referenciação hospitalar. “É ainda importante perceber quando podemos ser nós, médicos de família, a seguir o doente”, acrescenta.

E a pensar sobretudo nos internos e seus orientadores, realiza-se uma sessão sobre as alterações que o Internato Médico em MGF sofreu em 2019 e que ainda suscitam algumas dúvidas. “A pandemia alterou a nossa formação, por isso é essencial esclarecer algumas questões mais burocráticas e académicas.”

No Encontro haverá também espaço para apresentação e discussão de casos clínicos, onde se poderá conhecer mais sobre tratamentos de 1.ª linha de doenças comuns e algoritmos de vigilância de patologias benignas. Haverá ainda oportunidade para apresentação de trabalhos científicos pelos médicos internos autores dos mesmos.

As inscrições podem ser feitas aqui: https://encontro.aimgfzonanorte.pt/.



seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda