José Manuel Boavida defende que combate à diabetes passa pela articulação das estruturas locais

“O combate à diabetes tem de passar pelo compromisso e articulação das estruturas locais, que precisam de apoio por parte dos agrupamentos de centros de saúde (ACES) e das direções dos hospitais para concretizarem os seus objetivos”, afirmou José Manuel Boavida, diretor do Programa Nacional para a Diabetes da Direção-Geral da Saúde, em declarações à Just News, à margem do 1.º Encontro das Unidades Coordenadoras Funcionais da Diabetes (UCFD) da Amadora e de Sintra.

E desenvolveu: “Todo este entusiasmo em torno das UCFD e da luta contra a diabetes é muito empolgante. Não pode ser cortada esta força, para que possa crescer, enraizar-se e dar frutos, isto é, para conseguirmos controlar a doença e, de seguida, prepararmo-nos para o grande desafio dos próximos anos: a prevenção.”

Quando questionado acerca da importância da realização de um primeiro encontro destas unidades, José Manuel Boavida referiu ser “absolutamente fantástico” ter-se conseguido que diabetologistas hospitalares e médicos de família interessados na diabetes trabalhem conjuntamente e mostrem as suas experiências e resultados do ponto de vista das suas realidades.

“Não é a partir das intenções, nem das orientações, mas da sua situação concreta. Isto é um programa de gigante no trabalho do Programa Nacional para a Diabetes”, salientou.

Quanto a este primeiro ano de trabalho, José Manuel Boavida observou ser o início da criação de alicerces. “Aquilo que está, neste momento, a fazer-se é o levantamento da realidade. Estamos a apontar os impedimentos e as dificuldades de atuação e de concretização das intenções”, indicou, concluindo que, a partir daqui, será mais fácil construir as estratégias para alcançar objetivos.

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda