Luís Bronze toma posse como presidente da Sociedade Portuguesa de Hipertensão

É já no próximo sábado, 17 de abril, que se realiza a sessão de tomada de posse dos novos Corpos Sociais da Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH), para o biénio de 2021-2023.

Luís Bronze, cardiologista, diretor de Saúde da Marinha Portuguesa, e investigador integrado do Centro de Investigação e Desenvolvimento do Instituto Universitário Militar (CIDIUM), será o novo presidente da SPH.

O responsável faz questão de destacar o "grande orgulho" em ter sido escolhido, assegurando que "esta eleição enriquece também a minha carreira clínica e científica".

Luís Bronze mostra igualmente "total empenho" em contribuir para "o combate às doenças cardiovasculares, fonte de tanto sofrimento. Afinal, é mister da alma de cada médico o alívio da dor dos seus semelhantes… Também foi e será sempre aquele o meu objetivo, enquanto médico."

O médico faz questão de recordar a importância das sociedades científicas "para assegurar a informação científica mais atual e as boas práticas em relação à sua área científica de interesse". Um papel ainda mais relevante "neste tempo pandémico em que as informações se sucedem, muitas vezes contraditórias e eivadas de `achismo´."

No seu mandato, Luís Bronze quer dar destaque “aos principais desafios que são contribuir de todas as formas para o diagnóstico, combate e informação pública relativas a esta doença crónica e, ao cumprir este nobre desiderato, assegurar o engrandecimento e a continuidade do bom trabalho iniciado pelos meus antecessores, durante o biénio 2021-2023”.


Luís Bronze

Natural de Azeitão, o comodoro médico naval da Marinha Portuguesa é cardiologista com o grau de consultor da carreira médica hospitalar. É doutorado em Medicina/Cardiologia pela Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Nova de Lisboa, sendo professor auxiliar e coordenador do Bloco Cardiocirculatório do Mestrado Integrado de Medicina da Universidade da Beira Interior.

Entre outros cargos, é coordenador da linha de investigação da saúde, no Centro de Investigação Naval (CINAV), Escola Naval, Marinha Portuguesa. É diretor de Saúde da Marinha Portuguesa desde 26 de julho de 2018 e investigador integrado do Centro de Investigação e Desenvolvimento do Instituto Universitário Militar (CIDIUM).

No passado, foi cardiologista do Hospital da Marinha, subdiretor do Centro de Medicina Naval e responsável pela Secção de Cardiologia da referida instituição. Foi igualmente chefe de serviço de Cardiologia do Hospital das Forças Armadas (HFAR)/Polo de Lisboa, diretor do referido polo e, por inerência, subdiretor daquele grupo hospitalar militar, que inclui um polo em Lisboa e outro no Porto.

A sessão de tomada de posse decorre presencialmente pelas 11h, no Clube Militar Naval, e será possível assistir online através do Zoom.

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda