Mais de 2500 especialistas vão debater doenças que afectam envelhecimento dos animais de companhia

Entre os dias 21 e 22 de fevereiro o Europarque, em Santa Maria da Feira, recebe a 11ª Edição do Congresso Hospital Veterinário Montenegro, onde mais de 2500 especialistas de renome, nacional e internacional, vão desvendar os "segredos" da medicina geriátrica, discutindo as principais doenças que afetam a saúde dos animais geriátricos e quais as melhores soluções para as prevenir e tratar.

Fruto da melhoria dos cuidados de saúde médico-veterinários, os animais de companhia chegam no presente a idades avançadas, com uma esperança média de vida que ultrapassa os 12 anos. Luís Montenegro, director clínico do Hospital Veterinário Montenegro e membro da organização do evento, salienta que, "tal como acontece com os humanos, particularmente nesta fase da vida, os animais necessitam de uma vigilância médica adequada e eficaz, precavendo e tratando as doenças degenerativas que resultam da falência dos órgãos e muitas de carácter oncológico".

O congresso, que decorrerá sob o lema "Geriatria Sem Segredos", privilegia a proximidade entre oradores, congressistas e patrocinadores para uma partilha dos conhecimentos mais recentes na área. Luís Montenegro refere "a aposta num ambiente mais informal, onde existe espaço para a intervenção dos participantes que permite uma partilha mais completa e directamente inclinada para as necessidades informativas que os profissionais sentem, nesta que é uma área que ganha cada vez mais destaque na actualidade".

Alguns dos temas em debate são: “Tratamentos médicos em pacientes oncológicos geriátricos”, “Doença Cardíaca no cão geriátrico”, “Fisioterapia – uma nova possibilidade para o animal geriátrico”, “Planos de Saúde: a medicina preventiva como motor da clínica veterinária” e “Insuficiência Renal Cónica em cães e gatos”.

No congresso estão confirmados como oradores Karen Tobias, da Universidade do Tennessee, EUA, Susana Silva, diplomada portuguesa de medicina interna a trabalhar em Inglaterra, Elena Merlo e Alberto Montoya, especialistas de Espanha, e Gonçalo Pereira, diplomado português na área de comportamento animal.

Em paralelo ao congresso para médicos veterinários decorre a formação, dentro da mesma temática, para a classe de Enfermagem Veterinária.

Imprimir