Mundo A Sorrir em Moçambique: médicas dentistas voluntárias vão «melhorar as condições de saúde pública e oral»

A associação Mundo A Sorrir inicia, este mês, o projeto "Saúde a Sorrir", que decorrerá no sul de Moçambique. A iniciativa, que conta com a participação de três médicas dentistas voluntárias, vai procurar "ampliar o acesso das populações à água potável naquele país, melhorar as condições de saúde pública e oral, através da educação e sensibilização para a importância dos cuidados de saúde, higiene e alimentação saudável". O grupo de voluntárias parte amanhã para Moçambique.

Em comunicado, é explicado que, "numa primeira fase, o grupo de voluntários do projeto ´Saúde a Sorrir` vai recolher dados sobre as reais condições de acesso e qualidade da água, condições de higiene e de saneamento das escolas". Num projeto que conta com o apoio da Empresa de Águas do Município do Porto - Águas do Porto - "prevê-se uma posterior melhoria do acesso e da qualidade da água nas zonas mais carenciadas".

É também adiantado que serão desenvolvidas formações de saúde pública e saúde oral destinadas a professores, crianças e mães, bem como está prevista a realização de rastreios dentários e a oferta de escovas e pastas de dentes. Quanto às crianças rastreadas com necessidade de intervenção médico-dentária, serão atendidas no Centro de Saúde da Macia, instituição parceira da Mundo A Sorrir.

A Mundo A Sorrir irá trabalhar em parceria com profissionais de saúde de Moçambique, "integrando-os e capacitando-os para intervenções posteriores". Esta primeira missão em Moçambique conta com três médicas dentistas voluntárias, que permanecerão naquele país durante cerca de dois meses.

Sobre a Mundo A Sorrir:

A “Mundo A Sorrir” é uma ONG presente em todo o território nacional, assim como em países lusófonos com necessidades de cuidados de saúde, atuando em áreas como a Assistência Médica, a Reinserção Social e Laboral e a Cooperação e Ajuda ao Desenvolvimento. Entre os grupos de intervenção estão crianças e jovens, pessoas em situação de carência social e idosos. A “Mundo A Sorrir” foi fundada por Miguel Pavão, em 2005, após uma experiência de voluntariado em Cabo Verde, e conta já com mais de 80 parceiros em todo o Mundo.

Imprimir