«Não basta saber Medicina para tratar bem os idosos», assegura Teixeira Veríssimo

O Curso Pós-graduado sobre Envelhecimento - Geriatria Prática, presidido por Manuel Teixeira Veríssimo, contou novamente com mais de um milhar de inscritos. A formação é organizada anualmente pelo Serviço de Medicina Interna A do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra e pela Unidade Curricular de Geriatria da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC).



“O interesse deste curso tem vindo a crescer de ano para ano, como demonstra o número de inscritos, demonstrando assim a sua valia para médicos e outros profissionais de saúde que no seu dia-a-dia lidam com idosos”, sublinhou o presidente do Curso, que vai já na 13.ª edição.

“De facto, numa sociedade com cada vez mais idosos e, por consequência, com cada vez maior prevalência de doença crónica e incapacidade, é fundamental que os profissionais de saúde tenham também cada vez maior formação em Geriatria", afirmou Manuel Teixeira Veríssimo à Just News.

Na sua opinião, "não basta saber medicina para tratar bem os idosos, é necessário ter em conta que estes têm particularidades que, a não serem tidas em conta, poderão comprometer o sucesso do tratamento”.



Nesta 13ª edição do Curso Pós-graduado sobre Envelhecimento - Geriatria Prática foram debatidos, "mais uma vez, os problemas das pessoas idosas, pondo a tónica no tratamento da doença, mas também no envelhecimento saudável e na qualidade de vida, a via adequada para que longevidade não seja igual a incapacidade", explica Manuel Teixeira Veríssimo.

O responsável sublinha o facto do envelhecimento progressivo da população portuguesa "continuar a ser um tema de grande atualidade, não só pelas consequências sociais e económicas, mas também pelas suas implicações clínicas e, até, éticas" e dá alguns exemplos:

"Basta ver o problema das urgências e do défice de camas para idosos nos hospitais e cuidados continuados, o problema da sustentabilidade da segurança social ou os problemas de abandono e maus tratos a idosos para sabermos que este é um grande problema, devendo, por isso, mobilizar não apenas a área da saúde, mas também a sociedade em geral."



O programa do Curso incluiu o debate de temas como o envelhecimento dos órgãos e suas consequências, o suplemento de vitaminha D no idoso, a hipertensão arterial, o hipotiroidismo, a apneia do sono, as particularidades cirúrgicas nos idosos, a gestão da doença crónica, a promoção do envelhecimento ativo e saudável. De destacar a participação de Arthur Neto, antigo aluno de Manuel Teixeira Veríssimo na cadeira de Nutrição do Idoso, na Universidade de Aveiro, em 2003/2004, que aceitou o convite para vir do Brasil e intervir no Curso deste ano, desenvolvendo o tema: "O papel terapêutico da música nos idosos". 


Podem ser consultadas mais fotos aqui.

Imprimir