O «cérebro» é tema central do Congresso Internacional de Enfermagem de Reabilitação

No próximo dia 4 de dezembro, quinta-feira, tem início, nas Caldas da Rainha, o Congresso Internacional de Enfermagem de Reabilitação. Isabel Ribeiro, presidente da Direção da Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação (APER), salienta que "a reabilitação cognitiva ocupará um papel importante" do programa.

A conferência inaugural, intitulada “Plasticidade cerebral”, ficará a cargo de Alexandre Castro Caldas e, ao longo de quatro mesas redondas, serão abordados temas como o efeito do TCE na vida do doente e família, desde os cuidados na fase aguda até ao seu processo de reintegração, o AVC na criança, as doenças neurológicas degenerativas e o efeito da ozonoterapia e da oxigenoterapia.

A presidente da APER explica que "teremos a presença de convidados internacionais, cujas apresentações ficarão a cargo dos representantes da “Stoke Unit” do Centre Hospitalier Universitaire Brugmann, da Bélgica, e da Association des Infirmières et Infirmiers en Rééducation et Réadaptation, de França".

Além de profissionais de saúde, Isabel Ribeiro afirma que "estarão representadas associações de doentes, nomeadamente a Alzheimer Portugal e a Novamente. Esta última irá apresentar o estudo sobre o Impacto Sócio Familiar do Traumatismo Cranioencefálico".

O evento, realizado em parceria com a Mesa do Colégio da Especialidade de Enfermagem de Reabilitação (MCEER) da Ordem dos Enfermeiros, contará com o apoio da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Instituto Nacional para a Reabilitação (INR).

Isabel Ribeiro acrescenta ainda que, no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, assinalado amanhã, 3 de dezembro, serão realizadas, na Escola de Sargentos do Exército das Caldas da Rainha e em parceria com o Centro de Educação Especial Rainha Dona Leonor, diversas atividades, nomeadamente hipoterapia, jogos lúdicos, desporto adaptado.

O programa do Congresso Internacional de Enfermagem de Reabilitação pode ser consultado aqui.

Imprimir