Imunoalergologia: acolhimento dos internos dá a conhecer sociedade científica com 69 anos

Os internos de Imunoalergologia tiveram este ano, pela primeira vez, uma cerimónia de receção na Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC), no passado dia 26 de janeiro. "Muitos não sabem que a SPAIC já tem 69 anos, que foi criada em 1950 e que a Revista Portuguesa de Imunoalergologia (RPIA) é de 1991", disse Elisa Pedro, presidente da SPAIC.

Elisa Pedro viu nesta receção uma forma de apresentar a SPAIC aos internos. "O objetivo foi dar a conhecer a sua história, quem foram os seus presidentes, o que dizem os estatutos, como se pode ser sócio e quais os deveres e direitos, os JIPS – Jovens Imunoalergologistas, os grupos de interesse e como podem, desde já, integrá-los, e a ligação da SPAIC a sociedades congéneres internacionais”, disse em entrevista à Just News.


Elisa Pedro

Os jovens internos do 1.º e 2.º anos da especialidade presentes na cerimónia tiveram também a oportunidade de saber que “a SPAIC é um veículo de formação, ondem podem participar e aprender em reuniões, cursos e iniciativas, como a Reunião da Primavera, a Reunião Anual, o Physallis, cursos online, a possibilidade de se publicar trabalhos na RPIA e no European Annals of Allergy and Clinical Immunology, entre outros”, como mencionou ainda.


Foram vários os especialistas e elementos da Direção da SPAIC que fizeram questão de marcar presença e apoiar a integração dos jovens médicos: (à frente) Emília Faria, Ana Morête, Luís Delgado e Rodrigo Alves

A presidente da SPAIC realçou a presença de Isabel Carrapatoso, presidente do Colégio da Especialidade de Imunoalergologia da Ordem dos Médicos (OM):

“Foi muito importante a sua intervenção, tendo chamado a atenção para relevância de se conhecer a legislação e o programa de formação em Imunoalergologia da OM, com vista à organização de estágios e de orientação curricular”.


Manuel Branco Ferreira (Direção da SPAIC) e Isabel Carrapatoso

Elisa Pedro sublinhou também a mensagem positiva que fez questão de transmitir aos mais novos. “O papel do médico imunoalergologista será cada vez mais importante, porque as doenças alérgicas têm vindo a aumentar, sendo uma patologia de toda a família.”

Além disso, acrescentou, “o país dispõe de ótimos centros de formação hospitalares e universitários, com muito bons profissionais, logo terão seguramente oportunidade de fazer uma boa formação ao longo do Internato”.

A responsável mencionou outro ponto que considera essencial: “A SPAIC dispõe, atualmente, de bolsas para a realização de estágios clínicos ou de investigação laboratorial no estrangeiro, que serão, inevitavelmente, uma mais-valia, permitindo, no fim do Internato, mais oportunidades”.



Concluindo, frisou que: “Depois do Internato haverá, com certeza, oportunidades para todos, é preciso não desistir dos nossos objetivos e lutar sempre.”


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã