«Temos de otimizar a Reabilitação Cardíaca e investir na prevenção personalizada»

“Risco Cardiovascular” é o tema do próximo Congresso Europeu de Cardiologia Preventiva, que decorrerá entre 15 e 17 de abril de 2021, em Ljubliana, na Eslovénia.

A coordenação deste evento está a cargo de Ana Abreu, responsável pelo Centro de Reabilitação Cardiovascular do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) e coordenadora prévia da Secção de Reabilitação Cardíaca da European Association of Preventive Cardiology (EAPC), que integra a Sociedade Europeia de Cardiologia.

Prevenção personalizada

“Está em cima da mesa um grande estudo europeu previsto para 2021, que envolve vários países, como Portugal, para que se otimizem as ferramentas de Reabilitação Cardíaca e para que se aposte mais na prevenção secundária personalizada, daí a opção por esta temática”, indica Ana Abreu, em declarações à Just News.

A cardiologista alerta precisamente para a necessidade de se ir mais além no que à prevenção diz respeito: “Geralmente fala-se em prevenção de uma forma mais global, mas não nos podemos esquecer que todas as pessoas são diferentes, nomeadamente do ponto de vista genético".

Nesse sentido, afirma ser "necessário adequar as medidas preventivas farmacológicas e de controlo do estilo de vida, assim como o programa de exercício e as mensagens para motivação e adesão.”


Ana Abreu

Modelo híbrido com "estrutura dinâmica"

Apesar dos tempos de pandemia, Ana Abreu espera que o Congresso de Cardiologia Preventiva 2021 da Sociedade Europeia de Cardiologia possa ser "maioritariamente presencial, para se manter o contacto interpares, mas sem descartar o digital".

“Está planeado um modelo híbrido com algumas sessões online e uma estrutura dinâmica e inovadora. Caso contrário, se o isolamento social o exigir, será transformado integralmente em digital", explica a cardiologista.



Ainda no âmbito da temática do Congresso, foi lançado, no final de agosto, o primeiro livro de Reabilitação Cardiovascular da EAPC, publicado pela Oxford publishers, do qual é editora, conjuntamente com outros cardiologistas, como Massimo Piepoli e Jean-Paul Schmidt.

Esta obra tem ainda como editor assistente Jorge Ruivo, do CHULN, que sublinha a "vertente eminentemente prática do livro, colmatando a necessidade de quem quer iniciar ou aperfeiçoar um programa de RC".

Imprimir