Parceria entre instituições do Porto permite a reedição do Jornal de Notícias em Braille

A Santa Casa da Misericórdia do Porto (SCMP), o Jornal de Notícias (JN) e a Águas do Porto, assinam amanhã, dia 16 de junho, na Casa da Prelada, pelas 12h00, um protocolo de cooperação, com o objetivo de voltar a editar o JN em Braille. A produção deste jornal será de novo feita pela Misericórdia do Porto, no seu Centro Professor Albuquerque e Castro (CPAC).

O CPAC, agora com novas instalações, tem como objetivo produzir livros, publicações e outros materiais em Braille, de forma a tornar acessível a informação, a cultura e a literacia às pessoas cegas.

A Misericórdia do Porto anunciou hoje que a Águas do Porto, "no âmbito da sua responsabilidade social, irá financiar a recuperação deste projeto de integração social, comprometendo-se a comparticipar, ao longo de um ano, a reedição do Jornal de Notícias em Braille, já a partir do mês de julho".

É recordado que, em maio de 1994, saiu a primeira edição Jornal de Notícias em Braille. Este projeto pretendia "dar resposta a uma necessidade que a população invisual com a qual a Santa Casa da Misericórdia do Porto, através do CPAC, vinha a sentir, pelo facto de esta não ter acesso a praticamente nenhuma informação noticiosa de modo escrito", explica a SCMP.

Em comunicado, é referido que o Jornal de Notícias produziu, "nos primeiros anos, edições mensais com uma tiragem de cerca de 950 exemplares, distribuídos gratuitamente pelos assinantes do CPAC". Inicialmente a edição era mensal, passou mais tarde a ser publicada de dois em dois meses, tendo mantido esta periodicidade até ser interrompida, em dezembro de 2013.

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda