My Servier

Por uma melhor gestão da Oftalmologia no SNS: «Oftalgest é um bom exemplo até para outras áreas»

A iniciativa que se realiza em Viana do Castelo, no Teatro Sá de Miranda, é o resultado de "um trabalho brilhante que deve ser acarinhado pela Tutela". É desta forma que Franklim Ramos, presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde (ULS) do Alto Minho, se refere ao Oftalgest, que decorre esta sexta e sábado.

Em declarações à Just News, o responsável sublinha que projetos como o Congresso Nacional de Gestão de Oftalmologia são "oportunidades únicas para a Tutela intervir e procurar encontrar soluções, com benefícios inquestionáveis para os nossos doentes, porque - não nos esqueçamos - o objetivo fundamental é resolver os problemas dos nossos doentes".



Gestão: Discutir de forma "aberta e transparente"

Segundo Franklim Ramos, para a concretização deste evento foi imprescindível o papel de Sérgio Azevedo, diretor do Serviço de Oftalmologia da ULSAM, salientando que "fez muito bem em propor a realização deste projeto na área da Gestão, pois muitas vezes as estruturas diretivas dos órgãos intermédios das organizações nem sempre se relacionam e trabalham nesse sentido".

Esta reunião permite, assim, "discutir de uma forma aberta e transparente os problemas do ponto de vista da gestão da Oftalmologia, não como caraccterísticas só da Oftalmologia do Alto Minho, mas a questão da Oftalmologia a nível nacional. E isso é um trabalho muito meritório".

Neste sentido, o presidente do Conselho de Administração da ULSAM considera que "a Oftalgest será um bom exemplo para o país e até para quem queira fazer o mesmo em outras áreas".


Franklim Ramos, Cristina Roque e Sérgio Azevedo

"Surgimento de novas ideias"

A transversalidade e a perspetiva de inclusão do evento é igualmente destacada por Cristina Roque, diretora clínica da área de cuidados hospitalares e continuados da ULSAM. "Pretende-se que este seja um debate construtivo e que promova uma profícua partilha de experiências", refere a médica.

E o desejo é claro: "Que as propostas que daqui saiam visem não só a gestão da Oftalmologia a nível hospitalar, mas, nomeadamente, a interligação com os cuidados de saúde primários e uma medicina oftalmológica de proximidade para todos os escalões etários."

Para Cristina Roque, não há dúvida de que "do debate salutar e da partilha de experiências das várias instituições que cada um tem, pode resultar o aperfeiçoamento de alguns modelos, o surgimento de novas ideias, o acrescentar valor, até à perceção postitiva que os nossos utentes têm das respostas oftalmológicas, ou seja, das respostas atempadas e a resolução eficiente dos seus problemas."

A convição é que será um evento para "marcar a história não só da cidade, mas da Oftalmologia a nível do país".



"Saber com quem vamos debater"

O facto de uma especialidade médica estar a organizar uma reunião dedicada à gestão é algo muito pouco habitual. Contudo, "é tão importante o que vamos debater como é percebermos com quem vamos debater", afirma Sérgio Azevedo. À Just News, o médico que lidera o Serviço de Oftalmologia da ULSAM, esclarece a sua ideia:

"Entendemos que não faria sentido discutirmos uma reunião sobre o futuro da Oftalmologia no SNS sem trazer paea o debate todos os elementos que são essenciais nesse processo. Assim, convidámos os administradores hospitalares, as entidades na área da saúde, a ARS, a ACSS e o Ministério da Saúde."

O objetivo é claro e ambicioso: "Procurar encontrar algumas soluções que poderão ser úteis não só no nosso serviço, como em muitos outros serviços do país. Porque aprendemos todos uns com os outros. Aprendemos nós com os hospitais centrais e os mesmos terão certamente alguma cois a aprender com os serviços mais pequenos e esse é o espírito - podermos aprender uns com os outros."



"90% dos serviços de Oftalmologia estarão representados"

Tudo indica que no Congresso Nacional de Gestão de Oftalmologia estarão "representados 90% dos serviços do país", adianta Sérgio Azevedo. Um cenário que é apenas possível devido a "muita vontade, muita crença e muita dedicação", aproveitando o médico para recordar que, no caso dos diretores dos serviços de Oftalmologia, "fiz questão de me deslocar pessoalmente aos seus serviços e convidá-los para que pudesssem vir à nossa casa. Penso que, de certa forma, tal sensibilizou as pessoas."

Por outro lado, tão importante como ter a ideia ,"foi também ter sabido implementá-la",afirma o médico. "Nós apresentámos o conceito a oftalmologistas conceituados no nosso SNS que, desde o 1.º dia, partilharam a visão e perceberam o impacto e o alcance que isto poderia ter e, portanto, fomos capazes de reunir uma Comissão Organizadora que, de alguma forma, reflete a consensualidade à volta desta reunião".

Para mais informações: info@oftalgest.com 

www.oftalgest.com 

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda