Portugal vai receber o 24.º Congresso Europeu de Obesidade. São aguardados cerca de 3000 especialistas.

Em declarações à Just News, Davide Carvalho, presidente da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade (SPEO), adiantou que, atualmente, o grande desafio da SPEO é criar as condições para que o 24.º Congresso Europeu de Obesidade, cuja organização estará a cargo de Portugal, seja um grande sucesso.

O evento vai ter lugar no Porto, em 2017, e é esperada a presença de cerca de 3000 especialistas, provenientes de todo o Mundo.

“Achamos que este congresso vai ser uma oportunidade para carregarmos mais verbas para a investigação nesta área e, por outro lado, aumentarmos a perceção da opinião pública para este problema grave”, mencionou o diretor do Serviço de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo Centro Hospitalar de São João e professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Bodas de prata

No ano em que a SPEO comemora as bodas de prata, Davide Carvalho chama a atenção para o facto de que, indiretamente, muitas das doenças da civilização atual são resultantes do excesso de peso.

“Temos de pensar que, quando queremos tratar a diabetes, devemos prevenir a obesidade e, quando queremos travar a hipertensão arterial, temos de preveni-la através da redução da obesidade”, frisa o endocrinologista.

Além da formação de pessoal de saúde, a SPEO tem vindo a desenvolver vários estudos epidemiológicos na área da obesidade, tanto em crianças como em adultos, que permitem obter novos dados sobre este grave problema de saúde pública.

Durante o 18.º Congresso Português de Obesidade, no último fim de semana, decorreu uma sessão de homenagem aos sócios fundadores da SPEO que, na opinião de Davide Carvalho, “num lampejo de clarividência, propuseram a criação da sociedade”.

Imprimir