Preconceitos da doença mental: BRAIN 4.0 quer «introduzir uma nova visão, inclusiva e inovadora»

Educar para a Saúde Mental é o foco do evento que se realiza esta semana, em Coimbra. De acordo com a Comissão Organizadora, esse é "um dos passos fundamentais para a desconstrução dos mitos e preconceitos associados à doença mental".

Promovida pelo projeto BRAIN 4.0, a reunião decorrerá no Instituto Português do Desporto e Juventude e pretende introduzir "uma nova visão, inclusiva e inovadora, que se desprende de preconceitos e dá a conhecer ao público toda uma nova conceção em torno da doença mental".

"Venha - Veja - Vença"

"VENI, VIDI, VICI" é o lema do evento. Dirigindo-se aos interessados em participar na iniciativa, a organização explica o motivo da escolha: "é um conceito que o envolverá numa temática desprendida de preconceitos, no qual está convidado a vir presenciar, a ver com os seus próprios olhos como esta o envolve e a vencer e combater o estigma e a exclusão social das pessoas com perturbações mentais.

Desta forma, o programa está organizado em três painéis.
"VENHA conhecer a doença mental na 1ª pessoa;
VEJA à sua volta a discriminação que estas pessoas sofrem todos os dias;
VENÇA esta problemática com as terapias alternativas e projetos inovadores da área."



Álvaro Carvalho, psiquiatra e diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental da Direção Geral de Saúde, é um dos oradores convidados. Além da psicoterapeuta clínica Paula Castilho, também estarão representadas entidades como a Federação Nacional de Entidades de Reabilitação de Doentes Mentais e a Associação de Reabilitação e Integração Ajuda de pessoas com Perturbação Mental.

Na última mesa redonda, dedicada à discussão sobre novos tratamentos e investigação, estará presente o "Ladra Comigo", um projeto de Terapia Assistida por Animais, "cujos resultados comprovam o efeito positivo que os animais têm dentro dos diferentes processos terapêuticos", e o "Creating Health", que tem como principal finalidade "apoiar as instituições nacionais a captar financiamernto para Inovação e Investigação em saúde".

O projeto BRAIN 4.0 nasceu no âmbito da Académica Start-UC, resultado de uma parceria entre a Universidade de Coimbra e o Núcleo de Estudantes de Psicologia, Ciências da Educação e Serviço Social da Associação Académica de Coimbra.


Contacto: nepcessaac.academicastartuc@gmail.com 

Imprimir