Cuidar de idosos «em contexto de fragilidade» durante a pandemia: «O que tem de mudar?»

É  com uma intervenção sobre "Espiritualidade, comunicação e adequação de cuidados em contexto de fragilidade" que têm início as II Jornadas do Lar D. José do Patrocínio Dias. A oradora convidada desta primeira palestra é Ana Cláudia Arantes, médica paliativista em São Paulo e autora do livro "A morte é um dia que vale a pena viver".

De inscrição gratuita, o evento, que decorrerá através da plataforma zoom, é organizado pela Congregação das Oblatas do Divino Coração e pelo Patronato de Santo António - Lar D. José do Patrocínio Dias.

No sábado, realiza-se o painel "Situações vividas em contexto de pandemia: soluções encontradas. A adversidade trouxe força, mas... o que aprendemos? O que tem de mudar?". A sessão, que conta com intervenção de vários profissionais, decorre sob a moderação de Ana Bernardo, médica paliativista e diretora do Hospital Nossa Senhora da Arrábida.



Outra das conferencistas é Isabel Galriça Neto, diretora do Departamento de Cuidados Continuados e Paliativos do Hospital da Luz, que abordará o tema "Ética de cuidado, legislação, qualidade de cuidados".

Tendo como lema "Cuidar com qualidade: vivências | problemas | soluções", as Jornadas realizam-se nos dias 18 e 19 de junho.

O programa pode ser consultado aqui.

A inscrição (gratuita) pode ser efetuada aqui até dia 15 de junho.

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda