Reabilitação e Traumatologia do Desporto: «contribuir para a formação contínua dos médicos»

"Patologia do tendão e do músculo - atualidades" é o tema do próximo Curso de Reabilitação e Traumatologia do Desporto. A formação realiza-se dia 30 de janeiro, no Centro de Congressos do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), sob a coordenação de João Páscoa Pinheiro e Pedro Lemos Pereira.

O Curso, que o ano passado assinalou 25 anos de existência a "unir a Reabilitação e Traumatologia", tem contado com o apoio de várias sociedades, destacando-se a Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação (SPMFR) e a Sociedade Portuguesa de Medicina Desportiva (SPMD).

Atualmente, o evento tem ainda o patrocínio científico da Ordem dos Médicos, da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia, da Sociedade Portuguesa de Artroscopia e Traumatologia Desportiva, do Colégio da Especialidade de Medicina Física e de Reabilitação, do Colégio da Especialidade de Medicina Desportiva e da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar.

Em declarações à Just News, os dois responsáveis pelo curso asseguram que jamais imaginaram que esta formação se tornaria num evento de referência a nível nacional e que contribuiria para um maior diálogo entre fisiatras, ortopedistas e médicos interessados em Medicina Desportiva.



Questionado sobre a evolução do Curso ao longo dos anos, João Páscoa Pinheiro explica que "nunca quisemos – e é importante realçar isso – que este projeto fosse alvo de grande mediatismo. O que sempre pretendemos foi contribuir para a formação contínua dos médicos, principalmente numa área muito específica e que, ao longo dos anos, tem exigido cada vez mais respostas por parte da comunidade médica".

Pedro Lemos Pereira acrescenta: "E foi possível chegar a muitas pessoas. Em 2015 contámos com a participação de perto de 500 participantes. O nosso objetivo de chegar a quem se interessa por esta área e que precisa de aprender mais sobre a mesma tem sido, felizmente, alcançado."

Relativamente ao futuro, "o grande desafio é mesmo manter temas aliciantes e cientificamente importantes", afirma João Páscoa Pinheiro, sublinhando que "a traumatologia do desporto é a terceira causa de traumatismo na comunidade, inferior à do trabalho e da prática desportiva. É um problema tão relevante que existem países onde se faz a vigilância e identificação das lesões em determinadas cidades, para se perceber os impactos indiretos, como o absentismo e os custos associados ao tratamento."

O programa do XXVI Curso de Reabilitação e Traumatologia do Desporto pode ser consultado aqui.

Contacto:  jrtd.m@hotmail.com

Imprimir