Serviço de Dermatologia do CHP é referência na formação e assistência

Segundo Manuela Selores, diretora do Serviço de Dermatologia do Centro Hospitalar do Porto (CHP), ao “acompanhar o desejável desenvolvimento do ambulatório da Medicina moderna, mas mantendo uma atividade significativa quer a nível do internamento, quer do serviço de urgência”, o Serviço que dirige reforçou o caráter hospitalar da especialidade, que lhe permite ser um centro de referência de formação e de assistência.

A atual presidente da Direção do Colégio da Especialidade de Dermatologia e Venereologia da Ordem dos Médicos falava na cerimónia de abertura do XXVIII Fórum Dermatologia, organizado pelo Serviço de Dermatologia do CHP, que teve lugar no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.



A médica sublinhou que o Serviço de Dermatologia do CHP está alicerçado num passado sólido de que muito se orgulha. A título de exemplo, referiu, “em 2013, comemorou-se o centenário do ensino da Dermatologia da Universidade do Porto, na altura sediada na escola médico-cirúrgica do Porto, nas instalações do Hospital de Santo António”.

De acordo aquela responsável, na Medicina atual, é preciso desenvolver atividade em várias áreas, como a formação, o ensino e a investigação. Neste contexto, o Serviço dá formação aos internos de Dermatovenereologia, Medicina Geral e Familiar e Pediatria, sendo procurado ultimamente também para dar formação aos internos de Medicina Interna, Imunoalergologia e Medicina do Trabalho.



No campo do ensino, o Serviço é responsável pela área de Dermatologia da disciplina de Medicina II do 4.º ano de mestrado integrado de Medicina do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), com cinco docentes. Em 2013, obteve, pela primeira vez, o grau de doutoramento um médico do Serviço, Tiago Torres.

Na área da investigação, realizou 12 ensaios clínicos desde 2014. “Como reflexo da nossa dedicação à investigação, recebemos, em três anos, a Bolsa Juvenal Esteves, da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia, para trabalhos de investigação em Dermatologia. Também nos últimos três anos, recebemos o prémio institucional ‘Sollari Allegro’ que premeia os melhores serviços do CHP em formação, ensino e investigação”.

Adicionalmente, em 2012, foi criada a Unidade de Investigação em Dermatologia. Integra também a Unidade Multidisciplinar de Investigação Biomédica da Universidade do Porto.

Manuela Selores aproveitou a ocasião para dar publicamente os parabéns a Virgílio Costa, gestor da consulta externa e responsável pela Teledermatologia, por ter sido galardoado recentemente com o prémio “Personalidade do Ano em Telemedicina do SNS 2015” e que, a par com Madalena Sanches, responsável pelo Setor de Infeções Sexualmente transmissíveis, são os seus “braços direitos” no Serviço.

O evento contou com o patrocínio científico da Ordem dos Médicos, da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia, da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar e da Coordenação do Internato Médico da MGF da Zona Norte.














Imprimir