SPAIC assinala Dia Mundial da Asma: «Pode controlar a sua asma»

Dia 5 de maio assinala-se o Dia Mundial da Asma, este ano sob o lema: “Pode controlar a sua asma”. Promovido pela “Global Initiative for Asthma” (GINA), o evento, ao qual a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) habitualmente se associa, tem por objetivo melhorar o diagnóstico e o tratamento da asma em todo o mundo. 

"A asma é uma doença crónica frequente e potencialmente grave, que afeta crianças e adultos, não tem cura mas pode ser controlada. A asma é uma doença subdiagnosticada e subtratada que afeta cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo." O alerta é da SPAIC.

Em comunicado, a sociedade científica começa por esclarecer que, em Portugal, a asma deverá afetar cerca de 700 mil residentes (6,8% da população), mas que "apenas 57% dos asmáticos têm a sua doença controlada. Cada 9 em 10 doentes com asma não controlada tem perceção errada do estado de controlo da sua doença, o que pode dificultar a procura de melhor tratamento e controlo. Uma das consequências do mau controlo pode ser as agudizações graves de asma com necessidade de internamento."

Em Portugal, o número de internamentos por asma "tem vindo a diminuir, mas continua elevado nas crianças". Segundo dados do Inquérito Nacional sobre Asma, publicados já este ano na revista Archives of Disease in Childhood, 1 em cada 3 crianças com asma foram internadas por asma pelo menos uma vez.

Tratamento e controlo da asma

O objetivo do tratamento, explica a SPAIC, é o "controlo da asma, que pode ser atingido na maioria dos doentes com uma gestão adequada da doença. Atualmente considera-se que o controlo da asma envolve duas vertentes: controlo de sintomas e risco futuro."

A asma está controlada quando não há sintomas diurnos (ou sintomas mínimos), ausência de sintomas noturnos, sem limitação da atividade, sem necessidade de medicação de alívio (ou medicação mínima), sem crises ou exacerbações (ou raramente) e uma função pulmonar normal (ou próxima do normal). A avaliação do risco futuro inclui história de crises graves, exposição a fumo de tabaco, má adesão à terapêutica e efeitos secundários da medicação.

Relativamente ao tratamento da asma, a SPAIC esclarece que existem dois tipos de medicamentos:

"A medicação de controlo (especialmente anti-inflamatórios – corticosteróides inalados) que deve ser tomada diariamente para prevenir o aparecimento dos sintomas, melhorar a função pulmonar e prevenir as crises; e a medicação de alívio (broncodilatadores de ação rápida) para tratamento das crises ou exacerbações com rápido alívio dos sintomas".

Sobre a SPAIC
Fundada a 10 de Julho de 1950, como Sociedade Portuguesa de Alergia, a SPAIC (Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica) é a maior associação científica nacional que agrega especialistas médicos (Imunoalergologistas), investigadores e técnicos dedicados ao estudo da alergia, asma e imunologia clínica, organizando e patrocinando regularmente uma gama alargada de programas de formação e desenvolvimento profissional nestas áreas.

Sobre a GINA 
A “Global Initiative for Asthma” foi criada em 1993 para trabalhar com profissionais de saúde e departamentos de saúde pública em todo o mundo, com o objetivo de reduzir o impacto da asma. Os documentos da GINA estão disponíveis em www.ginasthma.org

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda