UCF da Diabetes de Amadora e Sintra realizam 1.º encontro

Com o objetivo de partilhar e fazer um ponto da situação do trabalho realizado em prol da melhoria dos cuidados ao doente diabético, realizou-se, na passada sexta-feira, no auditório do Hospital Prof. Doutor Fernando da Fonseca, o 1.º Encontro das Unidades Coordenadoras Funcionais da Diabetes (UCFD) de Amadora e Sintra, sob o tema “Intervenção integrada”.



Fazendo um balanço bastante positivo deste cerca de ano e meio de trabalho, Fátima Branquinho, coordenadora da Unidade Integrada da Diabetes do Hospital Prof. Doutor Fernando da Fonseca, salientou a particularidade de duas UCFD “partilharem” o mesmo hospital e observou, em declarações à Just News:

“O tema ‘Intervenção integrada’ representa aquilo que vamos colocando em prática. Todos temos as nossas funções, porém, para um melhor resultado em termos de saúde e de utilização de recursos, precisamos de unir esforços.”

Dulce Trindade, coordenadora da UCFD da Amadora, afirmou ser da mesma opinião relativamente ao trabalho conjunto que têm vindo a efetuar e que, no seu entender, tem sido muito bem-sucedido.

Contudo, “como é normal”, têm tido também algumas “frustrações”, sendo “esta reunião uma forma de debater todos estes aspetos e de lançar alguns desafios”.

No seu entender, Portugal tem muitas armas para enfrentar a diabetes. No entanto, não tem ainda meios, sobretudo humanos, suficientes para tratar estas pessoas. Além disso, Dulce Trindade considera não haver ainda políticas de saúde que ajudem a combater a doença. “Acho que é aí que está o grande problema, na prevenção para uma pandemia crescente que é a diabetes.”



Também Teresa Costa, coordenadora da UCFD de Sintra, considera que tudo funciona melhor se o acompanhamento prestado aos diabéticos for integrado.

“A criação das UCFD permite que haja abrangência e multidisciplinaridade de cuidados”, mencionou, acrescentando que o objetivo deste encontro foi transmitir o que têm feito, tanto em termos da melhoria da ligação entre os dois cuidados, como a nível da formação para os profissionais e, ainda, alertando para a necessidade de apostar na prevenção da diabetes.

“Apenas faz sentido que haja cuidados integrados, a fim de existir um melhor conhecimento de toda a situação dos nossos doentes diabéticos”, concluiu.

A sessão de abertura contou com a participação de Luís Marques, presidente do Conselho de Administração do Hospital Prof. Doutor Fernando da Fonseca, Vanessa Pereira de Gouveia, diretora executiva do ACES da Amadora, Ana Andrade, diretora executiva do ACES de Sintra, Luís Pisco, vice-presidente do Conselho Diretivo da ARS de Lisboa e Vale do Tejo, José Manuel Boavida, diretor do Programa Nacional para a Diabetes da DGS, Carla Tavares, presidente da Câmara Municipal da Amadora, e Eduardo Quinta Nova, vereador da Saúde da Câmara Municipal de Sintra.




seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda