Unidade de Assistência Domiciliária (UAD) do IPO de Lisboa comemora 60.º aniversário

É sob o lema "Cuidados que fazem a diferença" que a Unidade de Assistência Domiciliária (UAD) do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa vai celebrar o seu 60º aniversário. A conferência decorrerá no anfiteatro do Instituto, dia 7 de outubro, véspera do Dia Mundial dos Cuidados Paliativos, reunindo profissionais, associações e famílias.

O IPO de Lisboa recorda que a UAD "foi criada em fevereiro de 1956 pelo professor Francisco Gentil, fundador do IPO de Lisboa, e desde então, tem equipas próprias que se dedicam em exclusivo à prestação de cuidados médicos e de enfermagem domiciliários e paliativos a doentes (e famílias) seguidos no Instituto e residentes no concelho de Lisboa".


Relativamente à iniciativa que se realiza em outubro, "além das apresentações sobre a história deste serviço, pioneiro em Portugal, e a sua evolução ao longo de seis décadas, haverá palestras com profissionais do Instituto e vários convidados".



Do programa fazem parte temas como a conferência "Cuidados domiciliários: o que é recomendado?", a ser proferida por Manuel Luís Capelas, presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, a mesa redonda "Aceder à dor do outro", cuja moderação estará a cargo de Cristina Fonseca Fernandes, enfermeira e coordenadora da Clínica da Dor do IPO Lisboa.

O programa provisório pode ser consultado aqui.

Imprimir