USF Condeixa lança projeto + Acesso para facilitar a marcação de consultas não urgentes

Facilitar a marcação de consultas não urgentes e o pedido de receituário é o objetivo do Projeto +Acesso. Criado por internos de Medicina Geral e Familiar (MGF) da USF Condeixa, já venceu inclusive, na fase piloto, o 2.º Prémio do III Encontro do Internato da Zona Centro, no passado mês de setembro.

Soraia Ribeiro é uma das internas responsável pelo Projeto +Acesso, que arrancou no passado dia 4 de janeiro. Todos os utentes da USF Condeixa, do ACES Baixo Mondego, podem marcar consultas não urgentes e pedir os medicamentos para doença crónica através de um formulário “simples e intuitivo”, disponível online.



A ideia surgiu quando, devido à pandemia, houve necessidade de dar preferência aos contactos não presenciais. “As linhas telefónicas não são suficientes e as pessoas nem sempre tinham facilidade nestes pedidos, daí que os internos tenham pensado em criar algo que pudesse fazer a diferença”, explica Soraia Ribeiro, interna do 4.º ano de formação específica em MGF.

A fase piloto contou com 11 utentes e decorreu em agosto, tendo sido apresentado no III Encontro do Internato da Zona Centro, em 14 e 15 de setembro de 2020, acabando por vencer o 2.º Prémio do Júri.  “Foi um orgulho para todos nós e motivou-nos ainda mais para avançar.”


Na prática, os utentes apenas têm que preencher um formulário, que, graças a dois algoritmos criados por dois internos, direcionam de imediato os pedidos para o respetivo médico de família.


Elementos envolvidos na dinamização do projeto +Acesso: Soraia Ribeiro (interna do 4º ano), Carlos Cardoso (a terminar a especialidade), Ana Aveiro (interna do 2º ano), Paulo Lopes e Bruno Valentim (ambos a terminar a especialidade)


Para manter a confidencialidade dos dados pessoais, antes de qualquer pedido é preciso preencher o consentimento informado. “Além disso, são apagados”, garante. No final ficam a ganhar os profissionais de saúde, mas sobretudo a população. “O mais importante é melhorar a acessibilidade aos CSP.”


Soraia Ribeiro salienta que este projeto foi possível graças ao apoio dado desde a conceção da ideia. “Nesta USF, os internos sentem-se realmente parte integrante da equipa, o que também nos motiva. Da parte dos especialistas há sempre uma porta aberta.”


Fernando Pais e Pinto, coordenador da USF Condeixa, e Soraia Ribeiro

"Alivia a sobrecarga do Secretariado Clínico"

Fernando Pais e Pinto, coordenador da USF, confirma o apoio que a se faz questão de dar aos mais novos na USF e vê nesta ferramenta, “sem sombra de dúvida, uma mais-valia na acessibilidade dos utentes à USF Condeixa” e uma forma de “aliviar a sobrecarga que do Secretariado Clínico no atendimento telefónico, que com o estado de pandemia aumentou exponencialmente”.

O responsável diz mesmo que sente “orgulho de ter estes colegas que muito contribuem para o crescimento institucional, científico e assistencial da Unidade”.

Nos próximos tempos, espera-se poder avançar com marcação de consulta de Enfermagem, nomeadamente no que diz respeito ao Planeamento Familiar.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir