Jornal Médico 31 - dezembro 2015

Eleito, em setembro, diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), Duarte Nuno Vieira iniciou uma nova reforma curricular para todos os anos do curso de Medicina, ao mesmo tempo que tem intensificado as parcerias desenvolvidas pela Faculdade com várias entidades, a nível nacional e internacional.



Entre vários temas abordados na entrevista de fundo, publicada no Jornal Médico de dezembro, Duarte Nuno Vieira dá a sua perspetiva sobre se estará para breve o estatuto de hospital universitário: "Já sucessivos governos abordaram esse assunto, mas a questão acaba sempre por sair da agenda política. Há cerca de 10 anos, eu próprio fiz parte de uma comissão para estudar este dossiê. Na altura, apresentou-se ao Governo uma proposta de lei, mas nunca foi ponderada. Surgem as pressões, os interesses instalados e as propostas ficam pelo caminho..."

Acrescenta ainda que se é verdade que o estatuto "não resolvia tudo", poderia ajudar "bastante", frisando que, de qualquer forma, "há uma relação muito boa entre a Faculdade e o CHUC. Existe, inclusive, uma comissão mista onde estão representantes de ambas as instituições para assegurar a qualidade do ensino. Mas precisávamos de mais. Basta pensar que, quando os hospitais universitários foram construídos, cada serviço tinha uma sala de aulas. São poucos os serviços onde hoje essas salas funcionam para ensino. Começaram a ser utilizadas para outros fins e não se preservou a vertente universitária."


Imprimir