Jornal Médico 64 - dezembro 2018

Na Quinta do Conde, faz-se os possíveis para tornar mais acessível a consulta aos utentes que trabalham, até porque o hospital de referência não está propriamente “ali ao lado”. “O nosso foco primordial são sempre as pessoas”, garante Armando Brito de Sá, o coordenador da USF Conde Saúde.

Imprimir


I Jornadas Multidisciplinares de Medicina Geral e Familiar: «um marco formativo»