LIVE Cardiovascular 19 - outubro/dezembro 2018

Nuno Marques, coordenador do Grupo de Estudo de Doenças do Miocárdio e Pericárdio da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, afirma que ver doentes é o que mais gosta de fazer,  não conseguindo conceber a sua carreira de outra forma, integrando o Serviço de Cardiologia do CHU do Algarve.

"É importante gostar mesmo! Quando temos o doente à frente é fundamental lembrarmo-nos da forma como gostaríamos de ser vistos, tratados e acompanhados. Penso muito nisso e tento pô-lo em prática", assegura o cardiologista que, entre outros cargos, assume a presidência do Conselho Executivo do Algarve Biomedical Center.

Imprimir


I Jornadas Multidisciplinares de Medicina Geral e Familiar: «um marco formativo»