Unilabs GO: 2.ª edição do Workshop «Ginecologia e Obstetrícia»

Motivar os clínicos para a utilização de novas metodologias laboratoriais é o principal objetivo da "Unilabs GO". A 2.ª edição deste workshop dedicado à Ginecologia e Obstetrícia realiza-se em setembro, sendo organizado pelo Laboratório de Anatomia Patológica (LAP), uma unidade do grupo Unilabs.



Conceição Saldanha, coordenadora da área da Citologia do LAP (Laboratório que fundou há mais de 30 anos, juntamente com Vicente Gonçalves), sublinha que o evento reúne reputados especialistas nacionais e estrangeiros, como é o caso da presidente da Sociedade Internacional de Papillomavírus, Silvia Sanjosé. Esta oradora vai, aliás, participar numa mesa redonda que será moderada por dois dos membros fundadores da Sociedade Portuguesa de Papillomavírus, Clara Bicho e Rui Medeiros.

Relativamente ao enquadramento e pertinência das questões que serão desenvolvidas no workshop, Conceição Saldanha afirma:

"É fácil os clínicos sentirem a utilidade dum EGFR, obrigatório no planeamento do tratamento do adenocarcinoma do pulmão, mas em situações como a pesquisa de Streptococcus Grupo B ou de Chlamydia trachomatis em que a evolução apenas se traduz na alteração das metodologias laboratoriais, não é um tema tão simples".



Assim, acrescenta, "porque o nosso tipo de resposta não muda, será sempre positivo vs negativo, mas o significado, nomeadamente do negativo, é distinto podendo passar duma sensibilidade de 50% para 97%, acrescido duma melhoria no tempo de resposta".

"A alma deste projeto"

Para Conceição Saldanha, "a alma deste projeto" é Carlos Sousa, responsável pela área de Biologia Molecular da UNILABS Portugal. Este especialista refere que a 2ª edição do Unilabs GO, agora em Lisboa, é uma consequência do sucesso da edição anterior, que decorreu o ano passado:

"O êxito da 1ª edição e os sucessivos reptos que recebemos, interrogando-nos acerca de quando e onde seria a próxima edição, não foram só um incentivo a organizarmos novamente o evento, como também nos coloca responsabilidades acrescidas e eleva a fasquia para que este seja ainda melhor que o anterior."


Carlos Sousa.

Questões colocadas "tanto a clínicos como a laboratórios"

Nesse sentido, indica que se procurou "diversificar os setores de opinião, trazendo outras visões e enquadrando as temáticas numa lógica de antecipar o futuro, perspetivando soluções e propostas, que inevitavelmente serão colocadas a curto prazo, tanto a clínicos como a laboratórios".

Carlos Sousa adianta ainda que é neste contexto "que se aguardam com expetativa o que nos dirão palestrantes com a Dra. Sílvia Sanjosé ou o Dr. Alfred Hansel, pontas de lança de instituições que projetam hoje o futuro e implicações de novos marcadores moleculares na prática clínica”.


"O êxito da 1.ª edição eleva a fasquia para que este seja ainda melhor que o anterior", afirma

"Um exercício de futurologia"

À semelhança da primeira edição, o Unilabs GO de setembro conta novamente com a intervenção de Pedro Vieira Baptista, membro da Direção da Sociedade Portuguesa de Ginecologia.  



O ginecologista/obstetra do Serviço de Ginecologia do Hospital de São João irá encerrar esta 2.ª edição, com uma palestra intitulada: "Um exercício de futurologia: Guidelines para o rastreio do CCU 2025".

A inscrição é gratuita e obrigatória e pode ser efetuada até dia 19 de setembro.
Contacto: uniworkshop@unilabs.pt

O programa completo pode ser consultado aqui.

Imprimir



Siga-nos no Instagram