Centro Hospitalar do Médio Tejo tem agora «um verdadeiro Centro de Acessos Vasculares»

Desde a última sexta-feira que o Serviço de Nefrologia do Centro Hospitalar do Médio (CHMT) tem uma nova valência, a Unidade de Intervenção Vascular sobre acessos de Hemodiálise (fístulas e próteses). Tratam-se de procedimentos realizados em cirurgia de ambulatório, "por nefrologistas com formação em radiologia de intervenção", adianta o CHMT.

No mês de julho o Serviço de Nefrologia tinha já iniciado a construção de acessos vasculares complexos em cirurgia convencional com apoio anestésico, como propósito de "garantir aos utentes um maior conforto na cirurgia de acessos vasculares".
 


De acordo com Ana Vila Lobos, diretora do Serviço de Nefrologia, com estas duas novas valências o CHMT "tem agora um verdadeiro Centro de Acessos Vasculares (CAV)".

E acrescenta: "Juntamente com a construção de acessos vasculares na cirurgia de ambulatório e as duas consultas de acessos vasculares, uma de planeamento e vigilância a cargo da Nefrologia e a outra de Cirurgia, temos o necessário para respondermos aos enormes desafios que o acesso vascular impõe à Nefrologia/Hemodiálise."

Já Carlos Andrade Costa, presidente do CHMT, destaca "o empenho e a dedicação dos profissionais dos Serviços envolvidos nesta Unidade de Intervenção Vascular”.

Segundo o responsável, “a realização destes novos procedimentos consolidam um Serviço que é já uma referência nacional no tratamento a doentes com insuficiência renal, capacitando-o ainda mais, elevando o Distrito de Santarém a um outro patamar na oferta integrada de cuidados nefrológicos à população.”

Imprimir