Imunohemoterapia do IPO Lisboa inaugura novas instalações no Dia Mundial do Dador de Sangue

O Serviço de Imunohemoterapia do Instituto Português de Oncologia de Lisboa (IPO Lisboa) inaugura oficialmente, esta sexta-feira, as novas instalações. A cerimónia realiza-se no âmbito do Dia Mundial do Dador de Sangue e é uma forma de "prestar homenagem aos dadores regulares do Instituto e de apelo à dádiva aos mais jovens".

As obras efetuadas representaram um investimento de cerca de 700 mil euros e visam "melhorar as condições de prestação de cuidados para os doentes e profissionais e responder ao crescente aumento da procura de cuidados em oncologia", afirma Sandra Gaspar, vogal executiva do Conselho de Administração do IPO Lisboa.
 
De acordo com a responsável, "a ampliação e requalificação das instalações do Serviço de Imunohemoterapia insere-se num plano integrado de melhoria e continuidade do IPO". 



O novo espaço do Serviço de Imunohemoterapia, no 2º andar do Pavilhão de Rádio, está já em funcionamento desde março de 2019 e aí concentram-se todas as valências do Serviço: Banco de Sangue, Laboratório de Imunohematologia, Hospital de Dia de Transfusão e Unidade de Dadores de Sangue. 



Objetivo: "ultrapassar as 20 doações por dia"

Segundo dados divulgados pelo IPO Lisboa, em 2018 o Instituto registou 4120 dádivas, das quais 500 foram componentes plaquetários por aférese. O número total de dadores inscritos foi de 4527 sendo que, daqueles, 1150 são novos dadores.

"No Dia Mundial do Dador de Sangue queremos realçar a importância da doação de sangue e de componentes na nossa Instituição, com o objetivo ultrapassar as 20 doações por dia", refere Dialina Brilhante, diretora do Serviço de Imunohemoterapia do IPO Lisboa.

A médica acrescenta: "Queremos aumentar o número de dadores e de dádivas para podermos fazer face às necessidades crescentes: cerca de 1700 doentes, 9 mil concentrados de eritrócitos e entre 15 a 20 mil concentrados de plaquetas."

Para Dialina Brilhante, a mensagem do IPO Lisboa é clara: "Queremos continuar a contar com os dadores regulares e lembrar os mais jovens que a dádiva de sangue ou de componentes é um dever de cidadania e um gesto de generosidade e de solidariedade que permite salvar vidas".

No IPO Lisboa pode dar-se sangue total e componentes por aférese e, "ao fazer a sua dádiva, também pode inscrever-se como dador de medula".

O horário é de segunda a sexta, entre as 9h00 e as 16h00, e ao sábado, das 9h00 às 11h00. Pode ser consultada mais informação sobre a importância de ajudar o IPO.  

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã