Requalificação da Otorrinolaringologia do CHVNG/E arranca «no princípio de 2019»

O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E) vai avançar com um projeto de requalificação do Serviço de Otorrinolaringologia. Segundo o seu diretor, Artur Condé, esta será a “alavanca indispensável para que, no futuro, tenha a capacidade de atendimento e formação que agora falta e que há muito é ansiada".


Artur Condé

“Ao longo de tantos anos temos vindo recorrentemente a chamar a atenção para as precárias condições em que trabalhamos. Condições que nos envergonham perante os nossos doentes e nos retiram capacidade de trabalho de investigação e de ensino”, disse o responsável na sessão de abertura do 4.º Simpósio Internacional de Voz, organizado por aquele Serviço.

Artur Condé espera em 2019 poder no mesmo simpósio anunciar que, finalmente, o Serviço já tem ou terá “as condições que os seus profissionais merecem”.



Ao usar da palavra, o presidente do Conselho de Administração (CA) do CHVNG/E, António Dias Alves, fez questão de elogiar o trabalho desenvolvido no Serviço de ORL e os “bons resultados”, apesar dos problemas graves com que se tem deparado.

“No princípio de 2019, irão ser iniciadas as obras de remodelação do Serviço de ORL, que irá, até ao fim de 2020, integrar o novo edifício hospitalar na designada fase C”, avançou, acrescentando que será feito também um esforço por parte do CA "no investimento em equipamentos e na continuidade do desenvolvimento da cirurgia de ambulatório".


Mesa de abertura do Simpósio: Miguel Magalhães, Ezequiel Barros, Manuel Monteiro, Conceição Monteiro, Nuno Santiago, Artur Condé, António Dias Alves e Ponciano Oliveira

“Os serviços são todas as pessoas que trabalham nos mesmos” 

Ponciano Oliveira, do Conselho Diretivo da ARS Norte, salientou a “visão estratégica” do CHVNG/E para suprir as referidas carências e disse que o organismo que representa está empenhado em ajudar a encontrar soluções para esse efeito. “Faremos tudo para ajudar a suprir as insuficiências e a manter o bom desempenho que o Serviço de ORLR tem tido e a importância que tem na região do centro norte do país.”

Por sua vez, o presidente da Direção SPORL, Ezequiel Barros, enalteceu a organização do evento, sublinhando que este tipo de reuniões temáticas “são sempre vistas com muito bons olhos e acarinhadas por parte da Direção da SPORL”.

“Os serviços são todas as pessoas que trabalham nos mesmos”, acrescentou, aproveitando para dar os parabéns a toda a Comissão Organizadora pela excelência do programa científico.

Homenagem a Nuno Santiago, “grande figura da ORL nacional”

Durante a sessão de abertura, houve espaço para homenagear o presidente de honra do Simpósio, Nuno Santiago, também presente na mesa, “pelo seu trajeto de vida pessoal e profissional” e por se tratar de uma “grande figura da ORL nacional”.


Artur Condé e Nuno Santiago 

“Diretor do Serviço de ORL do IPO de Lisboa de 1992 a 2002 formou uma escola que hoje é uma referência no tratamento da patologia oncológica da cabeça e pescoço, foi membro dos corpos sociais da SPORL, sendo desde 2003 seu sócio honorário. É autor de inúmeros artigos científicos, sendo de todos conhecida a sua invejável competência cirúrgica”, sublinhou Artur Condé.

Na abertura marcaram também presença Manuel Monteiro, vereador da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Miguel Magalhães, vogal da Direção do Colégio da Especialidade de Otorrinolaringologia da Ordem dos Médicos, e Conceição Monteiro, presidente da Associação Portuguesa de Otoneurologia.

O Simpósio, que teve como secretária-geral Eugénia Castro, contou ainda com o contributo, enquanto palestrantes, dos especialistas internacionais Isabel Garcia-Lopez, Jean Abitbol e Gautier Desuter.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir