Tratar crianças com cancro: «Ainda hoje me vêm, muitas vezes, as lágrimas aos olhos»

Vivências de um médico oncologista pediátrico – Volume II é o novo livro de Armando Pinto, diretor do Serviço de Pediatria do IPO Porto. Em dez capítulos, o autor conta várias histórias reais, dando a conhecer o dia-a-dia de doentes, familiares e profissionais de saúde. O lançamento vai acontecer no próximo dia 8 de março, no Auditório Principal do IPO Porto, e a entrada é livre.



Para Armando Pinto, esta obra é, sobretudo, uma forma de dar a conhecer o que sente um médico ao longo da sua carreira. “Há quem acredite que vamos ficando ‘frios’, mas não é verdade. Ainda hoje me vêm, muitas vezes, as lágrimas aos olhos”, confidenciou, em declarações à Just News, acrescentando: “Não me importo que assim seja, desde que, obviamente, não o faça à frente dos doentes.”

Como referiu, “os profissionais de Oncologia Pediátrica sofrem amargamente com as perdas, porém, são treinados para lidar com elas, como fazendo parte do seu trabalho”.

“Numa altura em que falta um ano para me reformar, percebo que me tornei um ser humano melhor”, admite, explicando porquê:

“As crianças com cancro são um exemplo do valor da vida, trabalhar com estes doentes é um privilégio, é a oportunidade de dar ao mundo uma genuína e vantajosa prestação, de cumprir verdadeiramente o sonho de ser médico ou enfermeiro.”

Emoções e sentimentos que vai demonstrando ao longo do livro, que é contado na terceira pessoa e que tanto apresenta a história de meninos que sobreviveram à doença, apesar de muitas complicações, como relata a vida de quem acabou por morrer. Há ainda espaço para falar sobre alguns constrangimentos que sente como médico, quer na relação com os pais como nos processos mais burocráticos.  



Armando Pinto, antes de dirigir o Serviço de Pediatria do IPO Porto, fez o Serviço Médico à Periferia e o Internato da Especialidade de Pediatria na região do Porto e de Aveiro Norte, tendo também realizado um estágio no âmbito da Pediatria em Bordéus, França. Natural do Porto, é casado e tem 3 filhas.

No lançamento do livro, agendado para as 17h30 de quinta-feira, no Auditório Principal do IPO Porto, para além da jornalista Maria Elisa Domingues, que escreveu o prefácio, estarão presentes uma representante do Grupo de Veteranos da Liga Portuguesa Contra o Cancro e um elemento dos Barnabés, da ACREDITAR, ambos sobreviventes. A obra tem a chancela Edições Afrontamento.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã